• 11 dez 2009
  • Postado por Tiago

CONTRA-ABRE---s---poker2---divulgação

Balneário Camboriú recebe a partir de hoje a etapa final do Brasileiro de pôquer. A premiação será de, no mínimo, 300 mil reales ao vencedor da mesa final

O Brasil, o país do futebol, também pode ser chamado de terra do pôquer, tirando, é claro, os Estados Unidos, onde foi criado e desenvolvido o jogo, que agora também é considerado esporte. Com milhares de praticantes em todo o território nacional, o pôquer será a principal atração de Balneário Camboriú, de hoje até domingo, com a realização do Brazilian Series of Poker ? Mesa dos Campeões, que é a etapa decisiva do principal campeonato de pôquer do país, na modalidade Texas Hold?em ? onde o participantes jogam com as cartas que têm nas mãos e também com as que são viradas na mesa.

Com vários grupos e praticantes por toda a região, a Maravilha do Atlântico tá pronta pra receber os phodões de todo país. Pra se ter ideia da grandeza do pôquer hoje, a etapa em Balneário terá a premiação de, no mínimo, 300 mil reales ao campeão. Na etapa de Florianópolis, que rolou mês passado, o vencedor levou nada menos do que 700 mil reales em dinheiro vivo. Até Gustavo Kuerten, que manda bem no pôquer, se aventurou nas apostas. O ex-tenista também pode marcar presença em Balneário, mas sua presença ainda não foi confirmada.

Esporte, sim

Diferente de outros jogos de cartas, o pôquer é considerado um esporte como outro qualquer. Praticante há pouco tempo, o empresário peixeiro Cristian Javier Peretta explica o porquê. ?É esporte porque é um jogo de habilidade. Jogo de azar é contra o cassino, como roleta e blackjack (o 21). É um jogo de habilidade e inteligência, de decifrar o que o outro tem?, garante Cristian, que já conseguiu boas colocações em torneios nacionais e títulos locais.

Legalizado no Brasil, o pôquer só vira crime se os participantes estiverem apostando dinheiro, o que não é permitido pela legislação brasileira. Como na região existem muitas pessoas que jogam o pôquer, até a premiação de torneios locais são de grande valor, por causa das inscrições salgadas e da grana das fichas. ?Vem gente do país todo. Tem muita gente praticante aqui. Aqui se criaram vários grupos, é uma coisa que tá crescendo muito. Tem grandes nomes que representam Itajaí?, fala Cristian.

Baita maratona

Pra quem ainda tem dúvida se o pôquer é esporte, basta se ligar na intensa programação da etapa final do brasileiro que começa nesta sexta, em Balneário. Hoje, as disputas vão das 20h às 8h. No sábado, as apostas começam às 14h e acabam perto das 2h, assim como no domingo, dia da mesa final. André Akkari, jogador e comentarista de pôquer da ESPN, pode ser um dos 200 jogadores em Balneário.

  •  

Deixe uma Resposta