• Postado por Tiago

Oficina do mal tava atendendo todos os municípos da região do Itajaí

Os tiras da Central de Operações Policiais (COP) de Itajaí desmancharam na manhã de ontem, uma fábrica de dvds falsos que tava funcionando no bairro São João.

A oficina do mal escondia cerca de 10 mil dvds prontos para a venda e tinha capacidade instalada para produzir pelo menos 17 filmes por minuto. A operação rolou por volta das 7h30, na rua Hélio Douat Menezes. O dono da casa, Marivaldo Gonçalves, 39 anos, foi preso em flagrante.

Há mais ou menos um mês, os policiais da COP têm trampado um monte pra tirar de circulação os espertalhões que faturam uma graninha vendendo dvd pirata no Itajaí. Desde o começo das ações, todos os vendedores das cópias fajutas que foram parar atrás das grades apontaram o mocó como o endereço da pirataria.

Cansados de ficar fisgando peixe pequeno, os policiais resolveram investigar o ponto de distribuição e deram o atraque certeiro. Durante as operações pra retirada dos produtos falsificados das ruas da city, os tiras descobriram cinco locadoras em Itajaí que alugavam filmes piratas.

A fábrica

O esquema de gravação de cds e dvds piratas contava com computadores equipados com gravadores, impressoras, tintas, plástico e cds virgens. A fabriqueta tava instalada nos fundos da baiuca. De acordo com as anotações de Marivaldo encontradas numa agenda, ele abastecia toda a região com os filmes falsificados. Os compradores vinham de Camboriú, Balneário Camboriú, Navegantes e Ilhota e pagavam cerca de 300 reales por uma caixa com 300 dvds. A polícia acredita que com essa operação, o comércio de dvds piratas deva ficar parado por alguns meses. Sem ter onde comprar os filmes, os vendedores darão um tempo na venda dos produtos fajutos.

  •  

Deixe uma Resposta