• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-22---s---futsal-jei---foto-seth-cohen-05.11.09-(6)

Molecada da Unilíder passou fácil pela galerinha do Nilton Kucker

Tênis coloridos, faixinhas na cabeça e muita firula em quadra. A primeira impressão ao ver os atletas de futsal nos jogos Escolares de Itajaí (JEI) é de que são verdadeiras malas. Mas depois dá pra notar que isso é pura inspiração que os peixeiros têm em grandes craques do esporte.

Como o melhor jogador de futsal do mundo, Falcão, joga no estado, fica mais fácil ele virar a referência pros moleques. O atleta de Jaraguá do Sul é unanimidade entre três alunos da Henrique da Silva Fontes: Miguel, Anderson e Rodrigo, todos de 15 anos. Eles também citam Lenísio como inspiração. ?Tentamos fazer igual a eles pra melhorar?, diz Rodrigo, que também joga nos times de base do Marcílio Dias, assim como o amigo Anderson.

Sobre firulas em quadra, os moleques confessam que já cansaram de levar bronca do treinador, mas que às vezes a gracinha é válida. ?Depende da firula, se for buscando o gol, tudo bem?, fala Miguel. Apesar da ?seriedade? dos boleirinhos, o Henrique da Silva Fontes não foi páreo pra galerinha da escola José Medeiros, que venceu o jogo de ontem da categoria infantil, no ginásio do Sesc. No feminino, destaque pras minas do Afonso Nieheus, que enfiaram 8 a 0 no Salesiano.

A bendita internet

Com a popularidade de campeonatos europeus, como a liga dos Campeões da Europa, fica difícil não repetir os dribles de Cristiano Ronaldo, Messi e Cia. ?A habilidade não é aprendida, é qualidade nata do jogador. Eles têm Falcão e Lenísio como referência, isso influencia positivamente, ainda mais com internet e tevê a cabo?, diz o técnico do colégio Unilíder, Marlon da Luz.

Apesar de achar positiva a influência de grandes craques no estilo de jogo dos alunos, o técnico alerta pra uma coisa que cresce cada vez mais. ?O futsal se tornou um jogo previsível, mas ainda dá pra driblar. Mas do Ronaldinho pra cá é raro ver caneta e lençol. Na escolinha já tem um padrão, o atleta fica moldado?, fala Marlon.

Ontem, o que se viu foi o time da Unilíder jogar sem firulas, criando jogadas e usando o goleiro pra massacrar o colégio Nilton Kucker por 7 a 0, pela categoria infantil. A escola estadual só não levou mais gols graças ao seu goleiro. Em compensação, seu camisa 10 só fazia graça e não criava nada.

A musa das minas

É indiscutível a fama que tem a jogadora Marta, eleita melhor do mundo pela Fifa por três vezes. Nos JEI não é diferente. Aluna do Victor Meirelles, Patrícia, de 16 anos, é uma das fãs. ?Ela inspira bastante, joga pra caramba. Já pensei em me tornar uma nova Marta?, diz ela.

Além de inspirar as atletas, Marta também é responsável indiretamente pelo crescimento do esporte entre as meninas. ?De um tempo pra cá, o futsal evoluiu bastante. Depois que a Marta se destacou, tem mais meninas jogando?, diz Eliane Guedes, uma das coordenadoras da fundação de Esportes peixeira.

  •  

Deixe uma Resposta