• Postado por Tiago

Uma falha no sistema do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) deixou o pessoal que tinha perícias médicas marcadas a ver navios, em todo o país. Nos postos de atendimento de Itajaí e Balneário Camboriú, quase 200 consultas vão ter que ser remarcadas. O chefão substituto do INSS na região, Marcos Roberto Flor, acredita que o esquema será normalizado ainda hoje. “Vamos tentar fazer os encaixes pra quem perdeu os agendamentos até a próxima semana”, avisou.

O esquema começou a pifar na sexta-feira da semana passada, quando os sabichões que lidam nos computadores faziam uma atualização no sistema de Administração de Benefício por Incapacidade (Sabi). Sem acesso ao programa das perícias, os médicos não têm como analisar os dados do paciente. “A falha no sistema prejudicou a realização da perícia e a expedição de atestados”, disse o superintendente substituto do INSS na Santa & Bela, Paraná e Rio Grande do Sul, Jaime Bortolin Filho.

Ele comentou que, de sexta até ontem, o banco de dados das perícias ficou no vai-e-vem, e por isso muitas pessoas que tavam aguardando na fila pra passar pelo médico deram com a cara na porta. “Depende muito de agência pra agência. Algumas conseguiram fazer perícias, mas a grande maioria não”, contou.

Foi o caso de Itajaí e Balneário, que vão ter que remarcar as consultas que tavam agendadas de sexta a terça-feira. “São em média 30 perícias por dia em Balneário, e em Itajaí também”, contou Marcos Roberto Flor. Em toda a região, que abrange desde o alto vale do Itajaí, até o litoral, perto de 1,5 mil pessoas deixaram de ser atendidas nos dias em que o sistema não funcionou.

Ontem, por sorte, o programa de computador voltou a dar sinal de vida e quem tinha agendamento foi atendido. Marcos espera que hoje esteja tudo tinindo. Neste caso, os médicos vão ter que sivirar nos 30 pra dar conta de encaixar o pessoal que tava com a perícia marcada e não pôde ser atendido. “Vamos ter que contar com a colaboração dos médicos pra tentar encaixar todo mundo”, contou.

Ele prometeu que a ordem dos agendamentos vai ser respeitada na remarcação, e que, se tudo correr bem, deverá começar ainda esta semana. “Não vamos deixar que as pessoas que tão à espera de um benefício há um, dois meses, sem pagamento, fiquem por mais tempo no aguardo”, avisou .Marcos.

  •  

Deixe uma Resposta