• Postado por Tiago

g---sc-401-foto-rubens-flores-INERNA-9-BASE-06ago09-(2)

Entulho que tá sendo tirado do maciço do Cacupé tá indo parar no mangue

Por falta de licença ambiental, o Ibama proibiu ontem à tarde que o entulho da obra do muro de contenção da SC-401, na capital, seja despejado na faixa de domínio do Deinfra, entre as praias de Canasvieiras e Jurerê. A obra, que tá sendo feita no quilômetro 13 da principal via de ligação do centro ao norte da ilha de Floripa, começou com mais de seis meses de atraso. O morro desbarrancou durante a chuvarada de novembro do ano passado e trancou a rodovia por duas semanas.

De acordo com Apoena Figueiroa, chefe da estação ecológica de Carijós, unidade do Ibama que preserva aquela área da ilha, existe a previsão de que a rodovia naquele trecho seja duplicada, só que ainda não foi feito o estudo de impacto ambiental e, por isso, o material não pode ser jogado ali de qualquer jeito. ?No local observamos que nenhuma medida de caráter ambiental tava sendo feita para evitar o carregamento deste material pelas chuvas para dentro do mangue? , comenta Apoena.

O sabichão diz que já dá pra ver um monte de entulho descendo pro rio e detonando o mangue por causa do aguaceiro da semana passada. O chefe da estação ecológica acredita que, com o tal estudo de impacto ambiental, será possível prever qualquer cagada e reduzir os estragos na região.

Apesar do embargo, a construção do muro de arrimo em Cacupé não parou. Ontem, após a sexta detonação de rochas, o entulho foi recolhido e levado ao terreno do Sapiens Parque, na praia de Canasvieiras, quase 20 quilômetros mais longe. ?Isso atrasa o desenvolvimento das atividades?, reclama Cléo Quaresma, diretor do Deinfra.

Segundo Quaresma, não há motivos pro Ibama impedir o Deinfra de colocar o material em seu terreno. ?Vamos contornar esta questão analisando o pedido de embargo. Por enquanto, isso não irá atrasar o prazo de conclusão das obras?, garante. Se o cronograma for mantido, no início da temporada os motoras poderão zanzar pela SC-401 sem o risco de serem engolidos pela morreba.

  •  

Deixe uma Resposta