• Postado por Tiago

g20-20gripe20suina20-20foto20rubens20flores2010ago09A falta de médicos impediu que o centro de triagem de pacientes da gripe suína começasse a funcionar hoje em São José. De acordo com a secretária municipal de Saúde, Sônia Provin, somente hoje pela manhã é que ela ficou sabendo que o remanejamento de pessoal prometido pelo Estado não iria acontecer. ?O acerto é de que o município entraria com o espaço físico e a equipe de enfermagem. Os médicos seriam de responsabilidade do Estado?, explica a secretária.

O centro de triagem de São José seria o terceiro a iniciar as atividades na Grande Floripa. Na terça-feira da semana passada, uma estrutura especial pra ajudar a conter a pandemia começou a funcionar em Biguaçu. Durante o final de semana foi a vez de Palhoça disponibilizar um espaço pra identificar os casos suspeitos.

Segundo a diretora geral da secretaria estadual de Saúde, Carmen Zanotto, o encaminhamento de profissionais não rolou pela falta de pessoal em todo o Estado. Carmen afirma que há um decreto estadual que garante a contratação de médicos em caráter emergencial por 180 dias. ?A nossa expectativa é que o centro de triagem comece a funcionar até quarta-feira em São José?, conta. De acordo com a diretora, ainda hoje houve um chamado de profissionais pra que eles possam ser contratados. A princípio, quatro devem ser contratados pra atender somente na cidade que faz divisa com a capital.

Sem aulas

Tão suspensas até quarta-feira as aulas da oitava fase do curso de odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O motivo é que uma aluna tá internada na UTI do hospital Nereu Ramos com suspeita de ter contraído a gripe porca. A estudante viajou ao Rio Grande do Sul e na semana passada apresentou os sintomas.

Leia mais na edição de amanhã do DIARINHO.

  •  

Deixe uma Resposta