• Postado por Tiago

Falta de material escolar, uniformes, serventes e problemas com o fornecedor da distribuição de merenda escolar. Este é o estado que se encontram as escolas municipais de Barra Velha, de acordo com os vereadores Fábio Brugnago (PP) e Narciso Júnior (DEM). Pra piorar, os parlamentares cobram o aumento que o prefeito Samir Mattar (PMDB) teria prometido aos prefes para o mês de abril. Já a prefeitura põe a culpa no governo passado, dizendo que está estruturando a secretaria, que estaria virada num chapéu velho no início do mandato.

Os edis receberam denúncias de pais de alunos porque a molecada ainda não tem material e uniforme escolar. Com isso, decidiram ir nas três maiores escolas municipais – São Cristóvão, Itajuba e Pedras Brancas – e verificaram uma situação ainda pior. Segundo eles, as serventes tão sobrecarregadas nos colégios.

A secretária de educação de Barra Velha, Antonina Ramos, rebate a acusação e diz que nenhuma escola reclamou de falta de serventes para o trabalho. Segundo o vereador Fábio, neste ano, a prefeitura aumentou a folha de pagamento dos servidores de R$ 700 mil para R$ 1,24 milhões. O aumento de funcionários, no entanto, não teria melhorado a vida das serventes.

Quanto ao uniforme escolar e ao material, Antonina explica que a prefa tá trabalhando com um orçamento apertado, herança da antiga administração. A secretária acredita que os materiais devem chegar ainda neste 1o semestre, mas o uniforme não tem nem previsão.

Os vereadores também tão em cima do aumento prometido pelo prefeito aos professores, que seria realizado em abril. A secretária de educação desconhece este aumento e diz que uma estruturação da secretaria, com concurso e aumento de salários, deverá ser feita ainda este ano.

A prefeitura também atrasou o pagamento do fornecedor de carnes, sucos e secos (arroz, feijão, etc.) da merenda escolar. Nesta segunda o comerciante parou de fornecer, porque tinha pra receber R$ 30 mil, mas só conseguiu R$ 5 mil. A dívida total, no entanto, é de R$ 80 mil. As escolas, por enquanto, não sofreram com a falta de alimentação. Segundo o vereador Fábio, secretaria de finanças prometeu resolver o perrengue na semana que vem.

É coisa de oposição

Para a secretária de educação, os edis teriam que olhar para o próprio rabo antes de reclamar. Antonina conta que recebeu a secretaria com escolas em péssimo estado e que tá tendo que sivirar para conseguir por a casa em ordem. “Problemas todas as escolas têm, mas estamos tentando melhorar de acordo com nossas finanças”, diz. Ontem a secretária esteve na secretaria regional de desenvolvimeto, em Joinville, entregando um projeto para a implantação de ensino médio na escola de Itajuba, como forma de mostrar que a secretaria tá fazendo algo pra melhorar a educação. “Eles deveriam é se preocupar em montar projetos para ajudar mais na educação”, rebate.

  •  

Deixe uma Resposta