• Postado por Tiago

CAPA-BASE-caminhao-sardinha-apreendido-GDC---Foto-Felipe-VT---00

Contêiner catinguento foi parar no centreventos

A causa do futum desgraçado que atormenta o povão do bairro Cordeiros há dias pode ter sido descoberta ontem pela fundação do Meio Ambiente (Famai). Depois de dezenas de ligações e reclames do povão, os fiscais bateram palminha na Gomes da Costa (GDC), na rua Eugênio Pezzini, e deram de cara com a nojeira. Um caminhão carregado com sardinha tava soltando sangue no pátio da empresa e poluindo um lençol freático – ou seja água potável. A barbaridade terminou com o embargo do local.

O diretor de licenciamento e fiscalização, Jonas Pereira, explicou que o pátio não é impermeabilizado e nem possui um sistema adequado pro escoamento da sujeirada. ?Tudo era absorvido pelo solo, prejudicando o lençol freático?, disse o bagrão, que acredita ser esse também um dos motivos da catingueira de peixe podre pela região dos Cordeiros.

O embargo do pátio da GDC foi feito porque a empresa não possui o licenciamento ambiental necessário pro trampo. O caminhão contêiner, que tava carregado com cerca de 27 toneladas de sardinha, foi apreendido e levado pro pátio do Centreventos, na Beira-Rio.

A Famai vai definir ainda hoje o valor da multa que será lascada pra cima da GDC. Além disso, a empresa responderá um processo administrativo e só vai poder voltar a usar o pátio de manobras dos brutus depois que regularizar a situação com a instalação de todos os itens necessários pra evitar a poluição.

  •  

Deixe uma Resposta