• Postado por Tiago

A leitora A.R.R., 28 anos, tá de saco cheio com os cachorros que andam frequentando a praia Brava, em Itajaí. A mulher, que mora e trabalha no bairro, conta que todo dia tem cadelos soltos zanzando pelo local. A. não sabe de quem é a responsabilidade, mas lasca que falta fiscalização e também um pouco de consciência dos donos. “Os cachorros ficam na areia e até pro mar eles vão. Já tem gente aqui do bairro reclamando que está com micose”, diz.

A. conta que na semana passada presenciou um caso absurdo nas areias da praia. Uma senhora tava caminhando quando de repente um pit bull foi pra cima dela e quase a mordeu. A senhorinha teria reclamado com o dono do cachorro, tão animal quanto o pit bull, que ainda xingou e fez gestos obscenos pra coitada.

Pra leitora, a galera tá se aproveitando porque não existem mais placas que indiquem a proibição da cachorrada pela praia. “Por causa das obras que estão fazendo aqui na beira da praia, a prefeitura retirou todas as placas e não recolocou mais. Talvez seja esse o problema”, opina.

Famai vai fiscalizar

Nilton Dauer, superintendente da fundação Municipal do Meio Ambiente (Famai), admite que as placas foram tiradas e informa que os avisos de proibição de animais na praia Brava somente serão recolocados quando as obras no local forem concluídas. “Não adianta colocar agora porque elas não vão durar, vão cair por causa das obras”, explica.

O chefão da Famai prometeu que vai intensitificar a fiscalização na praia Brava. As denúncias de cães na praia podem der feitas pra Famai pelo telefone 3348-

  •  

Deixe uma Resposta