• Postado por Tiago

A urucubaca pegou em cheio uma família do bairro Cordeiros, em Itajaí. Os coitados tão precisando de toda ajuda possível do povão de alma caridosa, já que perderam tudo que tinham dentro de casa num incêndio que rolou na noite de quinta-feira, na rua Gercino José Corrêa, 1076.

Roupas, comida, móveis, calçados, eletrodomésticos. Qualquer ajuda é muito bem vinda. Adelmo Antônio Ferreira dos Santos, 44 anos, que trabalha como segurança da portaria do depósito da Receita Federal, tá desacorçoado. Diz que só com muito esforço vai conseguir se reerguer. O coitado queimou a mão quando tentava retirar o que conseguia de dentro de casa.

A vizinhança e a parentada de Adelmo tá enganjada na causa desde que o incêndio começou. Foram eles quem deram a primeira assistência, jogando água pra apagar o fogaréu que consumiu toda a residência. Chegaram a estouraram a caixa d’água na tentativa desesperada de debelar as chamas, já que os bombeiros demoraram pra chegar. Agora eles ajudam a limpar o que sobrou da tragédia e tão dando abrigo pra família do vigilante.

Fogaréu começou no quarto

Adelmo contou ao DIARINHO que o fogo começou num dos quartos. Ele e a mulher estavam na varanda depois do rango quando viram a fumaceira toda. Quando entraram no quarto o colchão já estava em chamas. Só deu tempo de salvar o fogão, a geladeira e um beliche. O resto virou cinzas. Uma casa vizinha foi chamuscada e teve os vidros quebrados com o calor.

Ontem, a família e vizinhos se reuniram para retirar os entulhos do local. Roberto tem três filhos, uma menina de 15, um guri de 13 e outro de 16. Ele acredita que a causa da desgraceira tenha sido um curto-circuito, já que não tinha velas acesas. O laudo dos bombeiros ainda não está pronto.

Quer ajudar?

Quem quiser dar a força pra família Santos, pode entrar em contato pelo telefone 9918-2529. Toda ajuda é bem vinda: comida, roupas, móveis e materiais de construção. Tudo o que possa fazer com que os Santos possam reconstruir sua vida.

  •  

Deixe uma Resposta