• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-SETE---ABRE-p--apreensão-de-roupas-(2)

Roupas eram cópias quase perfeitas e tavam enganando o povão

A casa caiu pra mais uma turma que tava se dando bem às custas da pirataria. Duas fábricas de roupas em Brusque e uma em Gravatal foram fechadas ontem e 13 mil peças apreendidas, entre jaquetas, agasalhos e abrigos. As roupas eram cópias quse perfeitas das marcas gringas Adidas e Reebok. Os donos das fábricas também levaram uma multa no lombo de 10 mil reales e terão que responder processo na dona justa por falsificação.

Segundo o perito em marcas e responsável pelo departamento de combate à pirataria, Alexandre Pereira, as empresas receberam a denúncia de que Santa Catarina estaria abastecendo o mercado nacional com as peças fajutas. O representante das empresas afirmou que existem mais de 200 ordens judiciais aguardando para serem cumpridos em toda a Santa & Bela.

?O estado teve um aumento de 40% na pirataria de roupas e calçados, em comparação com o índice brasileiro, e já estava fornecendo as peças pra outras regiões, principalmente para São Paulo?, afirmou. Após a denúncia, a justa paulista determinou a busca e a apreensão das roupas falsificadas. As apreensões estão sendo feitas com apoio da justa da Santa & Bela e da polícia militar. As duas fábricas de Brusque funcionavam clandestinamente.

Alexandre garante que a partir de quarta-feira, mais cinco fábricas e 10 lojas receberão a visitinha dos agentes. Eles estão apenas esperando a chegada dos mandados judiciais para darem o flagrante. ?Mas já temos todas as informações e o procedimento será o mesmo: lojas e fábricas fechadas, peças apreendidas e multas para os responsáveis?, lascou.

  •  

Deixe uma Resposta