• 22 jun 2009
  • Postado por Tiago

ANVISA I

Os servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estão se desdobrando para dar conta do trabalho de controle da gripe H1N1 em Santa Catarina. Apenas quatro servidores, divididos em duas equipes, realizam a fiscalização dos navios que chegam aos portos de Itajaí e Navegantes, além de outros terminais alfandegários do complexo do Itajaí-Açu, como Braskarne, Teporti e Dow Química. Segundo o sindicato da categoria, as equipes trabalham em plantão de 24 horas.

ANVISA II

De acordo com o ‘Previsão’, jornal do sindicado que representa os servidores da Anvisa, o governo prometeu que enviaria reforços, mas não o fez. Os sindicalistas também ressaltam que os quatro servidores só estão conseguindo dar conta do serviço porque o complexo portuário de Itajaí não está operando 100% devido aos problemas provocados pela enchente e porque já terminou a temporada de transatlânticos. Fosse na alta temporada, a região de Itajaí teria sérios problemas.

PAI E MÃE I

A assessoria da senadora Ideli Salvatti (PT) informa que, embora o autor da emenda que destina R$ 9 milhões para a dragagem do canal portuário de Itajaí seja o deputado federal Paulinho Bornhausen (DEM), a proposta foi colocada em votação – e logo, aprovada – graças à intervenção da senadora, que é a líder do governo Lula no Congresso. Motivo: Paulinho estava ausente da sessão, o que poderia causar a não votação da emenda.

PAI E MÃE II

A grana é parte dos R$ 492 milhões destinados para portos de todo o país. Segundo Paulinho, na previsão inicial o valor indicado para Itajaí era de R$ 12 milhões, mas o governo manteve apenas R$ 3 milhões. Com a proposição do deputado, o valor voltou a ser de R$ 12 milhões. Para que não haja briga pelo mérito de quem é o responsável pela grana vir para Itajaí, pode-se dizer que Paulinho é o pai e Ideli a mãe da criança. Afinal, Paulinho fecundou a emenda, mas Ideli deu a luz.

JANDIR E LULA

O mundo da política é realmente curioso. Proibido de falar no evento do “aliado” PSDB no dia 30 de maio, quando o prefeito curitibano Beto Richa visitou Itajaí, Jandir Bellini (PP) foi prestigiado logo por um petista, e nada menos que o presidente Lula, ao ser convidado para discursar em nome de mais de 100 prefeitos na cerimônia do lançamento do PAC Drenagem, em Brasília. Nunca um prefeito de Itajaí recebera tamanho prestígio em um evento nacional.

ÍDOLO DE BARRO I

“Jandir Bellini: um ídolo de barro que vai sendo derrubado em Itajaí”. Este é o título de um artigo publicado no jornal Impacto Santa Catarina sobre o primeiro semestre do governo Bellini III. O texto faz críticas pesadas ao ocupante da principal cadeira do paço municipal da Vila Operária. “Jandir Bellini está irreconhecível e nem os recados dados pela Câmara Municipal e pela população chegaram a motivá-lo para acordar antes que seja tarde”, observa uma das passagens do artigo.

ÍDOLO DE BARRO II

Outro trecho analisa que Itajaí mudou e Bellini não acompanhou. “Despreparado para administrar Itajaí que cresceu mais do que imaginava e hoje não mais aceita improvisos que em outros tempos lhe permitiam fazer tudo a seu modo, como dono da verdade”. No final, arrebata: “Hoje, Jandir Bellini segue apenas uma cartilha. A cartilha da incompetência. E das promessas não cumpridas”. A íntegra pode ser lida em www.impactosc.blogspot.com

SÃO JANDIR I

Circula no YouTube um vídeo com um balanço nada positivo dos seis primeiros meses do terceiro mandato de Jandir Bellini como prefeito de Itajaí. Roupas doadas enterradas, contratações de empresas de ‘chegados’ abertas há pouco tempo e sem sede, convênios suspeitos, troca de lixeiras vermelhas por amarelas e reforma do gabinete do prefeito são alguns dos assuntos abordados no vídeo, intitulado Filme São Jandir. O endereço é http://www.youtube.com/watch?v=6QDekwRH_O0.

SÃO JANDIR II

“Quatro procuradores do município que recebem R$ 4,4 mil de salário e foram beneficiados com 80% de gratificação, ou seja, passaram a ganhar mais de R$ 7,5 mil. E na mesma época vários agentes de serviços gerais e agentes administrativos, que recebem em torno de R$ 600, tiveram suas gratificações cortadas”. Esta é uma das passagens do vídeo, que também pode ser acessado no blog de Rômulo Mafra: http://omeninoquenaomachuca.wordpress.com/.

PIÇARRAS I

Em pronunciamento da Câmara de Vereadores de Balneário Piçarras para fazer um balanço dos seis meses de seu terceiro mandato, o prefeito Umberto ‘Pinguim’ Teixeira (PP) aproveitou para dar uma alfinetada no seu antecessor e ex-aliado, Leonel Martins (PSDB). “Em seis meses, investimos mais de R$ 1 milhão. Nos últimos quatro anos, foram compradas duas tobatas e um trator, que em janeiro deste ano ainda não havia sido pago”, comparou.

PIÇARRAS II

Umberto Teixeira também comemorou a liberação de recursos do governo Lula para a drenagem dos rios Piçarras e Furado. Segundo o prefeito, R$ 15,8 milhões serão repassados para Balneário Piçarras através do Ministério das Cidades. “É a maior liberação de recursos do governo federal para Piçarras na história do município”, revelou o prefeito, acrescentando que as obras devem ter início nos próximos três meses e irão atender cerca de 1,2 mil famílias.

21 ANOS

No dia 25, o PSDB de Camboriú irá realizar, a partir das 14 horas, concentração de filiados e simpatizantes na praça central para fazer panfletagem e mostrar o que os tucanos chamam de “e mostrando o que foi conquistado desde que o PSDB passou a fazer parte do cenário político brasileiro”. Faz parte da agenda dos 21 anos do partido. Espera-se que sejam de fato simpatizantes e não funcionários da prefeitura coagidos a participar, como costuma ocorrer em campanhas eleitorais.

SERJÃO I

O PSDB informa que estão abertas as inscrições para o 8º Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia, voltado a criadores que operam na interface entre arte e novas mídias. O concurso é organizado pelo Instituto Sérgio Motta (ISM). Falecido em 1998, Serjão, como era conhecido, foi ministro de Comunicações nos três primeiros anos do governo FHC. São-paulino e dono de um estilo peculiar, era tido por polêmico porque costumava falar o que pensava, sem papas na língua.

SERJÃO II

“Os Correios só não melhoraram até agora porque não controlei desde o início. O presidente foi nomeado pelo PPB [atual PP] e… Você sabe o nome dele? Ninguém nem sabe o nome do sujeito”. Frase de Sérgio Motta à revista Veja em julho de 1997. O sujeito em questão era o ex-prefeito de Itajaí, Amílcar Gazaniga, na época presidente dos Correios por indicação do então senador Esperidião Amin. Gazaniga sairia da EBCT em setembro daquele ano.

DRAGAGEM

No seu blog, o Siri Portuário fez as seguintes perguntas sobre a nova draga: “1) Qual o valor do investimento?; 2) Quem vai pagar a conta?; 3) Que PPP (Parceria Pública Privada) é essa que permite que um serviço de dragagem em área pública seja feito por meio de contrato entre empresas privadas (Portonave, APM Terminals/Teconvi e a empresa Bandeirantes Dragagem e Construção Ltda) sob a ‘coordenação da Superintendência do Porto de Itajaí’?”

  •  

Deixe uma Resposta