• 03 nov 2009
  • Postado por Tiago

“FHC e seus coleguinhas elitistas ‘de bom senso’ se perguntam: ‘Para onde vamos?’. Eles eu não sei para onde vão, podem ir para onde quiserem, mas eu vou para universidade graças ao Prouni”, Rodrigo Moura, em comentário no blog viomundo.com.br

PORTO I

Os 42 milhões a mais que o porto de Itajaí e a Portonave exigem do governo federal para que seja viabilizada a dragagem de 14 metros no canal portuário do Itajaí-açu não contempla a reforma dos molhes. Antônio Ayres dos Santos Junior, superintendente do porto de Itajaí, confirmou à coluna que o reforço dos molhes é uma obra a parte. Ou seja, além dos R$ 65 milhões para a dragagem de 14 metros, serão necessários mais alguns milhões para os molhes.

PORTO II

Caso a dragagem de 14 metros saia mesmo do papel e seja executada no ano que vem, será uma mão na roda para a empresa que arrendar o que resta de público no porto de Itajaí. Afinal, uma das primeiras coisas que o governo Jandir Bellini (PP) fez ao assumir foi anunciar que arrendará o resto do porto. Quem arrendar vai pegar o porto com cais reconstruído, molhes reformados e calado de 14 metros. Tudo com dinheiro público. Um negócio da China.

SEGURO I

A superintendência do porto de Itajaí renovou o contrato que mantém desde 2006 com a seguradora alemã Allianz Seguros para segurar a frota de veículos do porto. Só causa estranheza o fato de o extrato do aditivo ter sido publicado no Jornal do Município de 28/10/2009, sendo que a data do aditivo é de 01/04/2009. Mas o interessante mesmo é notar que em 2006 se preocuparam em fazer seguro dos carros, mas da estrutura física do porto que é bom…

SEGURO II

A propósito, o porto de Itajaí exigiu ou não, em 2001, a contratação de seguro para a estrutura física da área arrendada pelo Teconvi? Diz o contrato de arrendamento (cláusula 35): “Não será autorizado o início das operações portuárias ou o prosseguimento das mesmas sem que a ARRENDATÁRIA apresente à SUPERINTENDÊNCIA DO PORTO DE ITAJAÍ comprovação de que as apólices dos seguros previstas neste CONTRATO se encontram em vigor”.

IFET

Surtiram efeito a vistoria da senadora Ideli Salvatti (PT) e a reunião entre representantes do Ifet e o prefeito Jandir Bellini (PP). A prefeitura mudou o discurso e iniciou os trabalhos de terraplanagem do terreno na semana passada. Conclusão: o assessor ou seja lá quem for que disse ao prefeito que a prefeitura já havia feito a sua parte, mentiu para o prefeito. E fez Jandir pagar um baita mico na imprensa local e passar por desinformado de forma gratuita.

CACHIMBO DA PAZ

Depois da troca de farpas via imprensa no episódio do Ifet, parece que Ideli e Jandir fumaram o cachimbo da paz na sexta-feira, na cerimônia de assinatura do contrato que libera R$ 29,7 milhões do PAC Drenagem para Itajaí. Sinal disso é o fato de o pessoal responsável pela atualização da página da prefeitura na internet ter escolhido uma foto que destaca a senadora para ilustrar a notícia da liberação da grana. Uma boa colher de chá.

PISSETTI

Merece destaque a postura do presidente da Câmara de Vereadores de Itajaí, Luiz Carlos Pissetti (DEM), que ressarciu aos cofres públicos o uso emergencial do carro oficial do legislativo municipal para fins particulares – no caso, levar sua nora que passara mal ao pronto-socorro do hospital Marieta. Pissetti não fez mais que obrigação, mas tal atitude entre os detentores de cargos públicos eletivos é tão rara nos dias de hoje que vale o registro.

COPOM

Durante a audiência pública sobre a possível transferência do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) de Itajaí para Balneário Camboriú, o vice-governador Leonel Pavan (PSDB) ligou para o vereador Laudelino Lamim (PMDB). Decepção para quem alimentou a esperança de que a chamada tinha como objetivo anunciar que não vai haver transferência nenhuma: a razão do telefonema era reclamar de Lamim e dizer que não tem nada com isso.

FERRY BOAT

Deu no blog do Tarcísio Weise: o sindicato dos funcionários do ferry boat protocolou requerimento exigindo investigação sobre o vereador Evandro Argenton (PSDB), acusado por eles de “abuso de autoridade”. O requerimento deve ser lido na sessão desta terça-feira. Por outro lado, Argenton requereu uma audiência pública para discutir a (falta de) qualidade do serviço prestado pela empresa responsável pela travessia do rio entre Itajaí e Navegantes.

CELSO TRES I

No entrevistão concedido ao DIARINHO, o procurador do Ministério Público Federal (MPF) em Tubarão, Celso Tres, disse com todas as letras que Luiz Henrique da Silveira (PMDB) foi favorecido pela RBS na campanha eleitoral de 2006, através da massificação nos veículos de comunicação do grupo gaúcho de pesquisas que apontavam vitória avassaladora de LHS ainda no primeiro turno – o que não correspondeu com a realidade.

CELSO TRES II

O procurador lembrou que a mesma estratégia foi adotada no segundo turno, quando foi divulgado amplamente pelos gaúchos que LHS derrotaria Esperidião Amin (PP) com grande vantagem. O que também não ocorreu, uma vez que a diferença no segundo turno foi de apenas 5,42%. “É um instrumento de manipulação porque você massifica uma pesquisa que é falsa. E por que eu digo que é falsa? Porque a urna falou que é falsa”, declarou Celso Tres.

CELSO TRES III

Ele também criticou a atuação político-partidária do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, que recentemente criticou o presidente Lula por visitar o rio São Francisco com a ministra Dilma Rousseff. “O ministro do Supremo está criticando o Lula pelas viagens, mas todo mundo sabe que ele é tucano, o Gilmar Mendes, foi colocado lá pelo Fernando Henrique e deveria ficar quieto, porque ele é o presidente do Judiciário”.

CREDIBILIDADE EM QUEDA

De acordo com pesquisa do Vox Populi, divulgada pelo site Contas Abertas, a taxa dos brasileiros que consideram os grandes meios de comunicação parcial saltou de 26% para 39% em um ano. As duas pesquisas foram feitas em julho de 2008 e julho de 2009. O índice dos que consideram a mídia imparcial despencou de 60% para 42% no mesmo período. O levantamento foi encomendados pelo Centro de Referência do Interesse Público (Crip) da UFMG.

UNIDADE, PERO NO MUCHO

Enquanto no PP de Itajaí os vereadores Osvaldo Gern e Susi Bellini disputam a indicação do partido para concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa, o PT local já definiu Volnei Morastoni e Níkolas Reis como pré-candidatos a deputado estadual e federal, respectivamente. Mas isso não é prova de unidade no diretório, longe disso: uma parte expressiva do PT de Itajaí está fechadíssima com Vanio dos Santos, que será candidato a deputado federal.

SÓ NO ANO QUE VEM

Se Luiz Henrique foi hostilizado em Laguna, é melhor não trazê-lo para Navegantes. O prefeito Roberto Carlos (PSDB) já não alimenta mais esperanças de que o dinheiro necessário para a segunda etapa de desapropriações da Via Portuária (cerca de R$ 9 milhões) seja liberado pelo governador. Roberto acredita que Navegantes só verá a cor da grana depois que seu correligionário tucano Leonel Pavan assumir o governo, em janeiro de 2010.

  •  

Deixe uma Resposta