• Postado por Tiago

O povão que usa diariamente o ferri-bote e a balsa entre Itajaí e Navegantes, pra estudar ou trabalhar, pode ficar sossegado. O projeto de lei que estabelecia critérios pra gratuidade na travessia foi brecado. A passagem continua sendo na faixa pros trabalhadores e estudantes, que ganham mais de três salários mínimos. Eles só precisam se inscrever no programa Passe Livre, do Deter.

O governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB), atendendo ao pedido dos deputados Adherbal Deba Cabral (PMDB) e João Matos (PMDB), retirou da pauta de votação o projeto de lei que criava critérios pra gratuidade da travessia. Por exemplo, pelo projeto, só teria direito a andar de barcaça na faixa os moradores e estudantes que ganhassem menos de três mínimos por mês.

Pro deputado Deba Cabral (PMDB), o governador, através de seu líder na assembleia legislativa, deputado Eliseu Matos, atendeu os usuários do ferri-bote e da balsa da Barra do Rio. Continuarão tendo direito ao passe gratuito todos os trabalhadores e estudantes que moram em Itajaí e Navegantes. Se a gratuidade caísse, os trabalhadores teriam que desembolsar quase 30% do salário mínimo com a travessia. Hoje o governo do estado tem uma despesa mensal de quase R$ 300 mil pra garantir o programa Passe Livre.

  •  

Deixe uma Resposta