• Postado por Tiago

A sessão extraordinária da câmara de vereadores, convocada pelo prefeito de Navegantes, Roberto Carlos de Souza (PSDB), acabou com os burros n´água. Bob Carlos queria aprovar o projeto da prefa, que concede gratificação às especialistas da rede municipal, mas a categoria pintou na casa do povo e melou os planos do prefeito.

Cerca de 15 das 35 especialistas da rede municipal foram à câmara pra protestar, na manhã de ontem. Elas pediram pros vereadores analisarem melhor a proposta, pois não concordavam com o artigo 12 do projeto. “Elas não estavam satisfeitas porque, para receber o 20% de gratificação, teriam que assumir o lugar das professoras nas salas de aula, quando elas faltassem”, explica o vereador de oposição, Marcos da Silva (PT).

As especialistas, que são as coordenadoras e monitoras das escolas, afirmam que no projeto do plano de carreira do magistério não há nenhum artigo que especifique que elas são obrigadas a atuar também como fessoras. “As que estavam presentes pediram para a gente analisar melhor o projeto e aguardar”, diz o presidente da comissão de Redação e Justiça, Ezequiel Antero Rocha Junior (PMDB).

O pedincho foi tão caloroso que a comissão, formada ainda pelos vereadores Donizete José da Silva (PSL) e Delmar de Borba (PSDB), pediu vistas do projeto, ou seja, ele saiu de votação pra ser analisado dinovo. Agora, a comissão tem até 15 dias pra estudar e se reunir com as especialistas pra achar um meio-termo. “Nós temos que verificar junto ao jurídico se obrigar as especialistas a darem aulas é legal”, lembra Marcos. Ezequiel rebate dizendo que que a prática esta dentro da lei.

  •  

Deixe uma Resposta