• Postado por Tiago

Schwenck abriu o caminho da vitória do time manezinho contra o freguês Bacalhau

O Figueirense manteve sua invncibilidade sobre o freguês Vasco da Gama. Mesmo jogando no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, o time manezinho fez 2 a 1 no Bacalhau e segue sonhando em entrar no G4 e, consequentemente, voltar à elite do futebol nacional. Os gols do Figueira foram marcados por Schwenck e Fernandes. Nilton descontou pro time da Colina, que não ganha do Furacão do Estreito desde agosto de 2006, ou sete jogos. O time de Floripa segue na quinta posição na tabela, agora com 45 pontos. Os vascaínos lideram a Segundona, com 55.

E o Figueira fez um grande primeiro tempo na noite de ontem. Como se jogasse em casa, o time tocou bem a bola, não deu espaços pro Vasco e ainda aproveitou bem as oportunidades de gol que teve. Logo aos três minutos, Egídio tocou pra Fernandes, mas o meia adiantou demais e deixou a gorduchinha escapar pela linha de fundo. O Príncipe do Scarpelli tentou outra em seguida e chutou a bola em cima da zaga.

O primeiro gol dos manezinhos veio aos 30 minutos. Gian derrubou Lucas na meia-lua da grande área e o juiz marcou falta em dois lances pro Figueira. Egídio rolou pra Schwenck, que bateu colocado, com categoria. A bola ainda tocou na trave antes de entrar no gol de Fernando Prass, que nem se mexeu. Três minutos depois, quase o segundo. Egídio cobrou falta com perigo pra área, o arqueiro do Vasco espalmou no primeiro lance e segurou firme na segunda conclusão.

Os donos da casa só levaram perigo aos 42 minutos, quando marcaram o gol, mas não valeu. Após cruzamento, Adriano tocou pras redes, mas o boleiro estava impedido e o juizão anulou bem o lance.

Antes do primeiro tempo acabar deu tempo pra Fernandes deixar sua marca e fazer um golaço. Ele ganhou de três defensores e soltou o pé esquerdo. A bola bateu no travessão e caiu dentro do gol de Prass, que desta vez tentou ir, mas não chegou nem perto de defender.

O Vasco voltou mais ofensivo pro segundo tempo, com Phillipe Coutinho e Robinho entrando nas vagas de Amaral e Elton. O Figueira passou a tomar pressão e Wilson teve que trabalhar bastante. E foram os dois que vieram do banco que levaram perigo. Aos oito, Coutinho chutou de fora da área e Wilson pegou firme. Aos 27 foi a vez de Robinho arriscar e mandar por cima, com perigo.

Explorando os contra-ataques, o Furacão do Estreito quase marcou o terceiro aos 33 minutos. O matador Schwenck ajeitou na entrada da área e bateu cruzado, rasteiro, pra grande defesa de Prass.

Juizão quase complicou

O Vasco diminuiu aos 37, num lance em que o juiz inventou falta pros donos da casa. Após a cobrança pra área, Nilton desviou de cabeça e marcou. O Bacalhau ainda tentou o empate, mas o Figueira conseguiu segurar o 2 a 1 e garantir três pontos importantes pra tentar voltar à elite do Brasileirão.

Na próxima rodada, o Figueira recebe o Bahia na tarde de sábado, num jogo que promete encher o Orlando Scarpelli, em Floripa. No mesmo dia o Vasco pega o Bragantino, no interior paulista.

  •  

Deixe uma Resposta