• Postado por Tiago

ESPORTE-2-BASE-s---figueirense-x-ceara---meia-fernandes-foto-rubens-flores-13set09-(1)

De cabeça, Schwenck abriu o caminho da vitória

Foi no sufoco, mas o Figueira venceu por 2 a 1 o Ceará, em jogo que rolou no estádio Orlando Scarpelli, em Floripa, no sábado à tarde. Um pênalti desperdiçado pelos nordestinos aos dois minutos dos acréscimos do segundo tempo safou o Alvinegro do empate e de ter que sofrer ainda mais pra conseguir uma vaga na elite no ano que vem. E olha que nessa altura, os visitantes tavam com dois a menos em campo.

Com o resultado, o time tá em sétimo lugar, a quatro pontos do quarto colocado, que é justamente o Ceará. ?O pensamento era de vitória. Se empatássemos, manteríamos a diferença de sete pontos pro Ceará. E, se perdêssemos, aumentaríamos para 10 pontos. Faltam quatro pontos para entrarmos no G4 e ainda temos 15 jogos. Agora temos que pensar em cada jogo como se fosse uma final. Este jogo foi pra coração forte?, comentou o meia Fernandes, ao final da partida. Ele foi o autor do segundo gol Alvinegro. Schwenck anotou o primeiro.

O Figueira volta a campo amanhã. No Brinco de Ouro, em Campinas, interior de Sampa, joga contra o Guarani, o segundo colocado na Segundona. O grupo se reapresentou ontem e hoje já embarca pro próximo confronto.

Duas histórias

O torcedor se animou com o Figueira do primeiro tempo. Apesar da chuva que caiu sem parar em Floripa no sábado, o grupo mostrou outra vontade e que está mais preparado tecnicamente. Só pecou nas finalizações. Após vários quase gols, foi com o atacante Schwenck que a coisa se resolveu. Aos 39 minutos, depois de cobrança de falta pelo lateral Egídio, o atacante mandou de cabeça pro fundo da meta de Lopes.

No segundo tempo, o Figueira não deu chance pro adversário. No primeiro minuto, Fernandes socou a segunda. Foi após aumentar a vantagem que o torcedor se deparou com um time com a cara daquele comandado pelo antecessor de Márcio Araújo, o técnico Roberto Fernandes.

O Ceará partiu pra cima e deu vários cagaços no goleiro Wilson. E depois de tantas investidas o time do técnico Paulo César Gusmão, que já treinou o Figueira, descontou com Geraldo, que sobrou sozinho na área após cobrança de escanteio.

Os visitantes se empolgaram tanto que em menos de cinco minutos tiveram dois jogadores expulsos. Mesmo assim, o Ceará não desanimou. Continuou partindo pra cima até que conseguiu um pênalti quando Régis puxou Anderson dentro da área. O zagueiro Alvinegro também levou vermelho e teve mais sorte que juízo. Na cobrança que poderia jogar meia pá de cal na equipe manezinha, o capitão Geraldo mandou pra fora e fez a alegria da torcida local.

  •  

Deixe uma Resposta