• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-14---s---bahia-x-figueira---foto-Fernando-Amorim---Ag.-A-Tarde---Folha-Imagem-04.07.09

Time manezinho aguentou bem a pressão e Wilson pegou até pênalti

A equipe do Figueirense mostrou que tem o corpo fechado contra qualquer urucubaca. Jogando em Salvador, na terra da macumba, o Alvinegro venceu o Bahia por 1 a 0 e ganhou cinco posições na classificação da série B do Brasileiro, indo do 12º pro 7º lugar da tabela. Além da dificuldade normal de superar um adversário difícil e de tradição fora de casa, o Furacão mostrou muita superação, já que jogou com um boleiro a menos desde a metade do primeiro tempo. Do outro lado, o resultado instaurou uma verdadeira crise no Tricolor baiano, que caiu pra 11ª colocação e ainda teve que ouvir muitos protestos de sua torcida, que pediu a saída do técnico Alexandre Gallo.

O jogo no estádio Pituaçu começou devagar e, apesar de melhor em campo, o Bahia pouco ameaçava o goleiro Wilson. A primeira boa oportunidade do time da casa rolou só aos 12 minutos, com um chute forte de fora da área do lateral-direito Marcos. O goleirão manezinho foi bem e mandou a bola pra escanteio.

A coisa parecia que ficaria feia pro Figueira aos 32 minutos, depois que o volante Luciano Totó ajeitou a bola com o braço e, como já tinha cartão amarelo, foi expulso. Imediatamente após ficar com 10 em campo, o técnico Roberto Fernandes botou o também volante Michel Schmoller no lugar do meia Jairo, pra aguentar o tranco lá atrás.

O Alvinegro levou um susto cinco minutos depois, quando o atacante Joãozinho pegou sobra dentro da área e chutou pro fundo das redes, mas o gol foi anulado porque o cara tava impedido.

A primeira boa chance do Figueira rolou só aos 42 minutos. O atacante Schwenck cobrou falta da esquerda, a bola tocou no zagueiro Marcone e quase matou o goleiro Marcelo, saindo pertinho da trave. Em seguida, foi a vez do time da casa assustar dinovo. Ananias arriscou de fora da área pra mais uma boa defesa de Wilson.

Marca do artilheiro

No último lance do primeiro tempo saiu o gol manezinho. Num contra-ataque rápido, Michel Schmoller lançou Rafael Coelho, que ganhou do zagueiro e bateu pro fundo da rede. Foi o oitavo gol do matador alvinegro, que divide a artilharia da competição com Edivaldo, do Duque de Caxias/RJ.

Na frente no placar, Roberto Fernandes voltou pro segundo tempo sem alterações, mas botou o time pra marcar ainda mais. Por outro lado, o Bahia tentou reverter a situação e teve a grande chance de empatar aos seis minutos, numa cobrança de pênalti. O atacante Reinaldo Alagoano bateu no canto e Wilson, que completou 150 jogos com a camisa alvinegra, fez grande defesa.

Com muita raça e superação, o Furacão continuou se defendendo bem e garantiu mais uma vitória fora de casa. O Figueirense volta a campo pela Segundona na sexta-feira, às 21h, pra encarar o Fortaleza. O confronto será no estádio Orlando Scarpelli, em Floripa. Já o Bahia joga às 16h de sábado, contra o América/RN, em Natal.

  •  

Deixe uma Resposta