• Postado por Tiago

O rapaz tava junto com um barnabé da prefeitura, que garrou o mato quando a polícia apareceu

INTERNA_5_fabiano-olegário-filho-do-edinho-galo_orkut

Fabiano, que é chegado numa pilcha, passou a madruga de sábado no xilindró

Fabiano Olegário, 22 anos, filho do ex-prefeito de Camboriú, Edinho Olegário (PSDB), foi parar no xilindró. No cu da madruga de sábado, ele resolveu se enfiar num pesque-pague da capital da pedra e disparar tirombaços pra todo lado. Fabiano foi pego no pulo e grampeado por porte ilegal de arma. Um barnabé da prefeitura local é suspeito de ter brincado de bangue-bangue com o filho do ex-prefeito, mas conseguiu siscapar quando os homidalei chegaram.

Mal tinha começado a madrugada quando o povão que mora no Rio do Meio, interiorzão de Camboriú, ouviu uns pipocos. A vizinhança achou que se tratasse de algum acerto de contas da bandidagem e avisou a polícia militar.

Os PMs do pelotão de policiamento tático (PPT) pintaram na área e perceberam que os tiros vinham de um pesque-pague que fica na estrada geral do Rio do Meio. Os homis armaram um cerco e partiram pra cima dos atiradores.

Logo na entrada no pesque-pague tava estacionada uma caminhonetinha Ford Pampa e uma Hilux chiquetosa. O motora da Pampa, assim que viu a aproximação da baratinha camuflada, borrou-se todo e correu pro meio do mato. Ele não foi mais encontrado.

O dono da Hilux foi identificado como sendo Fabiano, herdeiro do Edinho Galo. Ele admitiu que, ao invés de estar catando gatinhas na náite, tinha resolvido brincar de segurar no cano da arma. Dentro de sua caranga foi achado um berro calibre 38, sem munição e sem registro.

Os policiais deram então um bizu cuidadoso na Pampa. Lá, foi achado mais um trezoitão maquinado com três balas instactas e oito cartuchos vazios. A arma também não era registrada. Fabiano teria dito aos PMs que o dono da caminhonete, que siscapou pra dentro do matagal, é um barnabé da prefa de Cambu, que não teve o nome divulgado pelas otoridades.

O filhote do ex-prefeito Edinho ganhou uma pulseirinha de aço e foi levado pra depê, acusado de porte ilegal de arma e de ter botado a vida do povão em risco com os balaços disparados a esmo. Ele passou e resto da madruga no xilindró apertado.

Como não tem fiança pra esse tipo de crime, Fabiano só foi solto no sábado à tarde, a mando da dona justa, que aceitou o pedincho de habeas corpus. Ele vai responder o processo em liberdade.

Quem não gostou nadica da história foi Edinho. ?Pra mim foi uma surpresa. Eu não sabia que meu filho andava com revólver dentro do carro?, disse o ex-prefeito ao DIARINHO. O pai acha que Fabiano levou uma bela lição. ?Foi bom pra ele sentir o drama?, lascou.

  •  

Deixe uma Resposta