• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-ABRE---CINCO-p---acidente-filspernau-(31)

Passageiros do táxi morrem na hora do acidente

Uma desgraça marcou a madrugada de domingo em Balneário Camboriú. Lucas Ricardo Spernau, 19 anos, filho do ex-prefeito e chefão dos tucanos na Maravilha do Atlântico, Rubens Spernau (PSDB), cruzou a Terceira avenida na esquina com a rua 2000, a bordo de uma caminhonete importada, e acertou um táxi em cheio. O porradaço foi tão forte que um casal de passageiros do táxi morreu na hora. O taxista chegou a ser socorrido, mas morreu minutos depois. Outra moça que tava no táxi tá em estado grave no Santa Inês. Lucas foi preso em flagrante e até o fechamento desta edição tava internado no hospital sob escolta policial.

Era por volta das 5h da manhã quando rolou a tragédia. Lucas vinha pela rua 2000, a bordo do Nissan Infinity placa MER-5513 (Balneário), com dois amigos de carona, quando passou voando baixo pelo semáforo no cruzamento com a Terceira avenida, que tava piscando. Ele acertou em cheio a lateral do taxi Fiat Siena, placa MDN-2149 (Balneário), que rodava em direção ao centro.

A pancada foi tão forte que o táxi foi arrastado e parou na rua 2000. A caminhonete subiu na calçada, arrebentou uma coluna de concreto e invadiu a loja de móveis Berlim, que ficou destruída.

A bordo do Siena tava o taxista Natalino Amaral Gomes, o Gaúcho, 52 anos, o casal de namorados Edival Dias de Oliveira, 38, e Carina da Silva, 22, e uma amiga deles, Simone Borges Machado, 27. Edival e Simone foram lançados pra fora do táxi, e morreram ali mesmo.

Gaúcho e Carina foram socorridos pelos bombeiros e pelo pessoal do Samu. O taxista não resistiu e partiu pro além a caminho do hospital. A moça foi internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Santa Inês, em estado grave, e até o início da noite de ontem ainda lutava pra sobreviver.

Lucas e os amigos foram salvos pelos air bags do carrão e só tiveram uns lanhados. Mas o trio quase foi vítima da ira do povão que viu de perto o acidente. O pessoal partiu pra cima deles. O filho do ex-prefeito foi salvo pela PM, que o afastou dos revoltados. Os amigos que tavam com ele fugiram no meio da confusão e não deram mais as caras.

Os meganhas que atenderam a ocorrência perceberam que Lucas tava pra lá de Bagdá e pediram que ele soprasse o bafômetro, mas ele se negou. Os policiais assinaram então um laudo, dizendo que o motora tinha todas as características de estar embriagado.

O delegado Renato Matos, que ficou com a responsa pelo caso, decretou a prisão do moleque em flagrante. Como ele tinha uns arranhões pelo corpo, foi levado ao hospital Santa Inês pra ganhar uns curativos, sob escolta policial. Até o fechamento desta edição Lucas continuava internado.

  •  

Deixe uma Resposta