• Postado por Tiago

INTERNA_10_quer-saber_abrigo-de-ônibus-fazenda_foto-luz-clarita-(7)

Empresa GHR não tá cuidando dos abrigos de busões

A imundície nos pontos de busões em Itajaí continua e os serviços da empresa responsável pela manutenção dos abrigos tá a um passo de ser encerrado por falta de cumprimento do contrato. A prefa já mandou dois ofícios para a empresa GHR se explicar e não recebeu reposta alguma. Se a empresa não se manifestar o contrato será encerrado. A GHR não construiu o número previsto de pontos de ônibus e ainda tá deixando de limpar os locais.

Há uma semana que dona C.P.V., 73 anos, pega o ônibus no abrigo em frente ao supermercado Xande, na Fazenda, em Itajaí, e diz que tá espantada. O local tá tão sujo que a lata de lixo transbordou e a sujeirada tá se esparramando no chão. Atrás do ponto, o lixo também se acumula. ?Não dá nem coragem de sentar ali?, afirma, comentando que mosquitos e moscas barejeiras também tomaram conta do local. A aposentada conta que dias atrás chamou uma gari da prefeitura e foi informada que eles não eram responsáveis pela limpeza de pontos de ônibus.

A indignação de dona C. é também a do secretário de obras Tarcísio Zanelato. Foi o secretário quem encaminhou um pedido à procuradoria da prefeitura para encerrar o contrato com a GHR. A empresa é responsável desde 2006 pela instalação e manutenção dos abrigos para passageiros do transporte coletivo de Itajaí.

A GHR teria que construir 380 pontos, mas levantou somente 187 abrigos. Pra piorar a situação, ainda tá deixando de limpar os pontos.

Ana Paula Bittencourt, assessora jurídica da secretaria de Administração, informou ao DIARINHO que um processo administrativo foi aberto no dia 4 de janeiro pra apurar o caso. A GHR foi notificada de que se não cumprir o que tá previsto os serviços serão encerrados e ainda receberia multa de 10% em cima do valor do contrato. A GHR tinha cinco dias úteis pra se manifestar depois de receber o documento, mas não respondeu. Uma outra notificação foi enviada no final de janeiro. Se a GHR não responder à segunda notificação, o contrato será encerrado e a segunda ganhadora da licitação deverá assumir o trabalho. Ana não soube informar o nome da segunda colocada.

  •  

Deixe uma Resposta