• Postado por Tiago

O Imperador Adriano, apesar de gostar da noite, perdeu a baita festa que rolou no Rio de Janeiro um dia após o término do campeonato Brasileiro. Numa cerimônia chiquetosa, com direito a atores globais, números musicais e até do Cirque du Soleil, o Craque do Brasileirão premiou os melhores jogadores do campeonato, além do melhor técnico e do menos pior árbitro.

Outro que furou foi o Ronaldo, do Corinthians. A premiação oficial da CBF formou sua seleção do Brasileirão com Victor (goleiro do Grêmio), Jonathan (lateral-direito do Cruzeiro), André Dias, Miranda (zagueiros do São Paulo) e Júlio César (lateral-esquerdo do Goiás); Guiñazu (volante do Internacional), Hernanes (volante do São Paulo), Petkovic (meia do Flamengo) e Diego Souza (meia do Palmeiras); Diego Tardelli (atacante do Atlético/MG) e Adriano (atacante do Flamengo).

Nos outros prêmios da noite, Andrade, do Flamengo, foi eleito o melhor técnico do campeonato, deixando Silas, do Avaí, em segundo. O meia argentino Dario Conca, do Fluminense, foi o craque da galera, através de uma votação pela internet. O atacante Fernandinho, do Barueri, levou o troféu de revelação, e Héber Roberto Lopes o de melhor árbitro. O principal prêmio, o de melhor jogador do Brasileirão, ficou com o meia Diego Souza, do Palmeiras, que pode apagar a eliminação do Verdão da Libertadores.

A premiação acabou com a entrega da taça oficial do Brasileirão ao goleiro Bruno, capitão do Flamengo. O time carioca também foi agraciado pela CBF com um baita cheque de cinco milhões de reales.

  •  

Deixe uma Resposta