• Postado por Tiago

O Fluminense precisará de um milagre hoje, às 21h50, no Maracanã, pra ficar com o título da copa Sul-americana. A equipe carioca encara a LDU, do Equador, time pra o qual perdeu por 5 a 1 na primeira partida da final, e agora terá que vencer o jogo de volta por quatro gols de diferença pra levar a decisão pra prorrogação. Vitória por cinco ou mais gols de diferença dá o título ao Tricolor no tempo normal. A LDU levanta a taça com qualquer outro placar e tem tudo pra enrabar novamente o Flu no Maraca – no ano passado, os equatorianos foram campeões da Libertadores em cima dos tricolores, nos pênaltis, no Rio de Janeiro.

Substituto na lateral esquerda de Dieguinho, que não está inscrito na competição, Marquinho revela qual será a postura do time das Laranjeiras em casa. “A gente vai ter que entrar com uma postura bem agressiva, não tem como fugir. É partir para cima e não deixar eles jogarem nenhum minuto. Se nós fizermos dois gols nos primeiros 10, 15 minutos, acho que conseguiremos. A torcida está com a gente, eles estão lotando os estádios. Ficamos felizes com este apoio, é empolgante, mas terão que ter paciência sim neste jogo”, disse, em entrevista à rádio Brasil.

Opinião parecida com a de Marquinho tem o atacante Alan, que resumiu bem o espírito tricolor pra decisão. “É um jogo de tudo ou nada. Quarta-feira (hoje) vai ser uma guerra”, destacou.

Apesar da missão praticamente impossível, o atual grupo do Flu parece gostar de desafios e de combater as lógicas. No Brasileirão, o time superou todos os prognósticos desfavoráveis e conseguiu sair da zona de rebaixamento na última rodada. E nesta campanha “Eu acredito”, versão 2009, a torcida também mostra que vai comparecer em peso no Maracanã pra apoiar o time. Mais de 42 mil ingressos foram vendidos antecipadamente.

  •  

Deixe uma Resposta