• Postado por Tiago

Uma família perdeu tudo o que tinha na manhã de domingo, em Camboriú. A casinha onde viviam, no Monte Alegre, foi destruída por um baita fogaréu, que foi causado por um curto-circuito. Os vermelhinhos tiveram um trabalhão pra evitar que outras baias da vizinhança também fossem atingidas pelas chamas.

Era por volta de meio-dia e meia quando os bombeiros foram avisados de que um incêndio feioso tava botando abaixo uma baiuquinha da rua Monte Caracol. Os vermelhinhos de Balneário Camboriú, que tavam mais perto, foram os primeiros a chegar ao local pra tentar conter as labaredas.

Como a casa era de madeira, o fogo se alastrou muito rápido e as paredes já tinham sido destruídas, junto com a maior parte dos pertences da família. Os bombeiros se concentraram, então, em controlar o fogaréu pra evitar que outras baias da rua fossem atingidas.

Foi preciso uma mãozinha dos vermelhinhos de Cambu pra dar conta das chamas. Ao todo, foram gastos nove mil litros de água pra conter o fogo. No fim das contas, tudo o que sobrou foram alguns cacarecos que tavam guardados num porão, que ficou livre das labaredas.

O dono da casa, Valdir Antônio Galanti, 52 anos, ficou desesperado quando viu tudo o ele que tinha consumido pelo fogo. Os bombeiros calculam que o incêndio tenha sido provocado por um curto-circuito, já que as chamas vieram de cima pra baixo.

Horas antes, um fumacê já tinha dado um baita susto na turistada que aproveitava a manhã ensolarada pra pegar um bronze na praia Central de Balneário Camboriú. Uma barraquinha de milho, que fica em frente à rua 2700, pegou fogo, e teve gente correndo pra todo lado, se pelando de medo.

Por sorte, os vermelhinhos chegaram a tempo e conseguiram conter as chamas, que foram causadas por um vazamento de gás.

Depósito pega fogo em Navega

Um depósito de reciclagem com aproximadamente mil metros quadrados de área ardeu em chamadas na madrugada de sexta-feira para sábado, em Navegantes. O fogaréu destruiu também dois barracos vizinhos ao depósito, na rua Francisco de Paula Seara, bairro São Paulo. Ninguém saiu ferido.

Os bombeiros da terrinha tiveram que pedir ajuda para Itajaí pra conseguir acabar com o incêndio. O incêndio começou por volta da meia-noite de sexta-feira, mas como o depósito tava recheado de porcaria, as chamas se alastraram rapidamente. O fogo torrou o estoque de garrafas plásticas papel, vidros e pneus que ficavam à céu aberto. A maior preocupação era com os pneus armazenados no depósito, já que o material é de fácil combustão e o fogo poderia se alastrar rapidamente.

  •  

Deixe uma Resposta