• Postado por Tiago

O inverno tá tirando do sufoco os comerciantes de roupas e confecções, ramo que desde a enchente de novembro do ano passado vinha amargando queda nas vendas. A friagem tá fazendo com que o povão corra pras lojas pra reforçar o guarda-roupas com as peças de frio. “Pelo que a gente tem conversado com os comerciantes, a venda de roupas tem aumentado de 20 a 25% nesse inverno”, diz José Dada, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Itajaí.

Levantamento feito pelos técnicos da CDL apontam que a queda nas vendas de roupas e confecções, entre janeiro e abril deste ano, chegou a 18%. O principal motivo foi a grande distribuição de donativos para as vítimas da enchente. “Mas agora o setor se recupera”, comemora o presidente da entidade.

Outro ramo do comércio que também sofreu com a enchente foi o de calçados. A brochada nas vendas chegou a 30%, acredita José Dada. Diferente das roupas e confecções, no ramo dos chulés as vendas ainda não voltaram a bombar.

No Brasil

Pesquisa da Serasa aponta que as lojas de tecidos, vestuários e calçados no Brasil tiveram uma alta nas vendas de 5,1% em junho, se comparado com maio. O inverno também é apontado como o motivo para o aumento das vendas.

  •  

Deixe uma Resposta