• Postado por Tiago

CAPA-ABRE-casa-onde-vai-ser-o-abrigo-luz-do-amanha-(1)

Nova sede fica na Vila Operária

A palavra de ordem no abrigo Luz do Amanhã é uma só: limpeza. A nova administradora do orfanato mandou embora, de uma vez só, todas as funcionárias que trampavam no local e, de quebra, resolveu tirar os pequerruchos da antiga sede, no São João. A limpeza deixou as ex-funcionárias sem os salários ? que já tão três meses atrasados ? e a ex-administradora, Cida Cascaes, sem entender o porquê da mudança.

A interventora, Ana Cláudia de Noronha, voluntária na diretoria da Apae, que há pouco mais de 15 dias assumiu a coordenação do abrigo, fez ontem a mudança de endereço do abrigo. As 10 crianças saíram da rua Mário Mello, no São João, e foram pra uma casona na rua Alfredo Trompowsky, pertinho da secretaria da criança e do adolescente. ?A mudança foi necessária por motivos de saúde e higiene?, disse a interventora.

Ana explicou que a antiga baiuca, além de ser pequena, era muito úmida e não quis comentar os motivos da demissão em massa e nem o calote nas antigas funcionárias. A interventora promete, em breve, convocar uma coletiva de imprensa pra repassar informações sobre a situação geral do abrigo. ?Neste momento, só o que importa é o bem estar das crianças?, disse.

Revolta

A ex-administradora do abrigo, Cida Cascaes, diz que foi procurada ontem pelas 10 mulheres que trampavam na casa. ?Elas estão revoltadas. Foram ontem à tarde no abrigo saber sobre o salários atrasados e não foram nem recebidas?, lascou. Cida repetiu que respeita a decisão da dona justa, que colocou a interventora no local, mas tem pena das crianças que hoje tão no meio de uma mudança. ?O abrigo ficou durante cinco anos na casa do bairro São João e nunca ninguém falou que a estrutura não era adequada?, comentou.

  •  

Deixe uma Resposta