• Postado por Tiago

box

Maior movimento da casa de carnes rola no domingo

Djaniro Alves, 47 anos, apareceu nas páginas do DIARINHO no final de novembro passado quando seu açougue, na Reinaldo Schmithausen, foi atingido pela enchente. Apesar do preju de R$ 6 mil na época, ele não abandonou a luta iniciada há 11 anos, quando veio do Rio Grande do Sul.

Lá nos pampas, o gauchinho trampou em vários frigoríficos e em Itajaí também bateu ponto na Pamplona, até ter conhecimento e verba suficiente pra abrir o próprio açougue e abrir postos de trabalho. E tá dando um trato pra deixar o local nos trinques. ?Colocamos banheiros, telas e vamos colocar divisórias pra isolar o açougue do bazar?, conta.

O empreendedor conta que o maior movimento da casa rola aos domingos, quando promove um assadão de costela e frango. ?Nas vacas magras, é o assado que garante o orçamento?, revela. São 100 quilos de costela vendida por domingo, quando o aroma do churrasco invade a movimentada avenida. O preço da costela é R$ 30 o quilo e o frango, R$ 14. A carne vem do frigorífico Nelore.

Djaniro conta que é a coisa mais difícil achar açougueiro bom na cidade peixeira, por isso o salário é alto. ?Quando queremos contratar açougueiro, temos que buscar em mercados porque não existe curso técnico?, reclama. Ele conta que tem açougueiro experiente que ganha até R$ 2 mil por mês. E a galera trampa de terça a sábado, por isso na segunda os balcões de açougue de bairro ficam tão vazios.

Cidade Nova

A dona do Açougue do Chevette, no Cidade Nova, Cleusa Rodrigues, 45, disse que prefere comprar a carne da região porque é mais fresca. ?Quando vem de longe, a carne já vem cortada e não vem com as miudezas, como o fígado, bucho, rabo?, revela. Ela disse que compra do frigorífico Schmitt, de Luís Alves, e só apela pra algum de fora quando há escassez. ?O problema é que a produção daqui nem sempre dá conta do recado?, lamenta.

Cleusa conta que o açougue, montado há três anos, teve altos preju com a enchente, mas felizmente se recuperou. Ela diz que o ?Chevette? do nome do açougue vem do apelido do marido, Jetef de Oliveira. ?Como não conseguiam pronunciar o nome, chamavam de Chevette e pegou?, conta. Ele também trampou anos no famoso Açougue do Pedrão, no centro da city, antes de montar o próprio negócio. E faz entrega, mas não de chevette, e sim de moto.

CONFIRA OS PREÇOS

Carnes

Açougue Pedrão

Avenida

Casa Carnes Gauchinho

Açougue Chevette

%

Picanha

R$ 25,90

R$ 25,60

R$ 20

________

29,50%

Lombo / acém

R$ 7

R$ 7,50

R$ 8,60

R$ 6,40

34,37%

Costela

R$ 8,90

R$ 8,60

R$ 7,99

R$ 8,90

11,38%

Alcatra

R$ 17,90

R$ 16,90

R$ 14

R$ 14,90

27,85%

Paleta

R$ 8,50

R$ 8,20

R$ 8,60

R$ 6,99

23,03%

Contra-filé

R$ 15,90

R$ 15,90

R$ 14

R$ 13,90

14,38%

Coxão mole

R$ 16,90

R$ 12,90

R$ 11,90

R$ 11,50

46,95%

Coxão duro

R$ 12,60

R$ 11,60

R$ 10

R$ 9,50

32,63%

Lagarto / tatu

R$ 13,80

R$ 11,60

R$ 10

R$ 9,50

45,26%

Patinho

R$ 13,20

R$ 11,90

R$ 11

R$ 10,50

25,71%

Fígado

R$ 8,50

R$ 7,80

R$ 7,80

R$ 7,50

13,33%

Músculo sem osso

______

R$ 9,60

R$ 8,60

R$ 9,90

15,11%

Carne moída 1ª

R$ 9,90

R$ 11,90

R$ 8,60

R$ 10,50

38,37%

Frango Frigovale

R$ 4,90

R$ 4,50

_______

R$ 4,20

16,66%

Linguicinha

         

Toscana Perdigão

R$ 11,20

R$ 8,50

R$ 8,50

R$ 8,30

34,93%

Filé mignon

R$ 25,90

R$ 25,60

R$ 14,95

R$ 19,90

73,91%

Filé duplo

R$ 16,90

R$ 13,90

R$ 13,80

R$ 12,90

31%

Bisteca de porco

R$ 9,20

R$ 8,90

R$ 6,60

R$ 7,50

39,39%

Pernil

R$ 7,90

R$ 8,50

R$ 6,50

R$ 6,99

30,76%

Lombinho

R$ 15,90

R$ 11,90

R$ 10

R$ 9,90

50,50%

Ovelha costela

R$ 17,90

R$ 9,80

R$ 7,80

______

129,48%

Chuleta

R$ 9,90

R$ 9,90

R$ 10

R$ 9,60

4,16%

Filé de frango

R$ 8,90

R$ 8,20

R$ 8,60

R$ 7,80

14,10%

Preços coletados no dia 29/06/09

Estabelecimentos

Açougue do Pedrão ? Av. Sete de Setembro, 1024 ? Fazenda. F. 3344.1445.

Açougue do Chevette ? R. Argílio Cunha, 244 ? Cidade Nova. F. 3346.2747.

Açougue Avenida ? Av. Irineu Bornhausen, 461 ? São João. D. 3348.2626.

Casa de Carnes Gauchinho ? Av. Reinaldo Schmithausen, 1565 – Cordeiros. F. 3246.2790.

  •  

Deixe uma Resposta