• Postado por Tiago

Um carinha vai ter que puxar do bolso uma grana pra indenizar por danos morais uma colega de curso. Ele foi considerado culpado por ter escrito cobras e lagartos sobre a guria em um e-mail enviado a colegas e professores.  A decisão, da 13ª Câmara Cível do TJ de Minas Gerais (TJMG), confirma sentença que fixou a indenização em R$ 4 mil.

Segundo o processo, em 2007, alunos e professores de um curso de pós-graduação em Biologia Vegetal da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), num total de 52 pessoas, mantinham contato por meio de um grupo de e-mail.

No dia 1º de dezembro daquele ano, o líder da turma enviou para o grupo um e-mail em que chamou uma estudante de imbecil por utilizar o e-mail para outros fins.  Ele escreveu mais: “sua retardada, pare de mandar e-mails inúteis e arrume alguma coisa melhor para fazer” .

A estudante Ana Cristina Dornas Munhoz sincomodou e ajuizou ação de reparação por danos morais contra Daniel Teixeira Souza, o líder da turma, alegando que sofreu abalo psicológico, ao ser humilhada e exposta ao ridículo diante da turma e profes.

O juiz Maurício Torres Soares, da 15ª Vara Cível de Belo Horizonte, julgou o pedido da estudante procedente, fixando o valor da indenização em R$ 4 mil.  “Não é de bom tom um líder de turma se achar no direito de agredir verbalmente, ou querer chamar atenção de uma colega chamando-a de ‘imbecil’ e ‘retardada’”, ressaltou o relator.  Segundo o magistrado, a veiculação do texto teve repercussão de forma nociva à reputação da estudante, atingindo sua honra.

fonte: Espaço Vital

  •  

Deixe uma Resposta