• Postado por Tiago

Quer marcou bobeira e não se recadastrou no Bolsa Família, acabou tendo mais sorte do que juízo. O ministério do Desenvolvimento Social (MDS) prorrogou pra 31 de outubro o prazo pro povão dizer se quer continuar recebendo a mixaria do programa.

O recadastramento é tanto pra quem já recebe o dinheiro quanto pra quem fez o pedido e ainda não embolsou a grana. O prazo era pra terminar ontem. Mas como no Brasil inteiro muita gente dormiu de toca e não apareceu pra dizer se quer ou não continuar recebendo a grana, o pessoal do MDS resolveu dar mais dois meses de chance.

Tem direito a receber o benefício famílias que tenham renda de até R$ 140 por pessoa na casa e tenham filhos com até 17 anos. Dependendo da situação, o valor do bolsa família vai de R$ 22 a R$ 182. O representante da família recebe um cartão e saca o dinheiro direto no caixa eletrônico do banco, todo santo mês.

Pra fazer o recadastramento, tem que ir na secretaria municipal de desenvolvimento social. Toda prefeitura tem uma. É preciso levar uma carrada de documentos e oficializar o pedido de manutenção do benefício. Pra isso, basta assinar uns papélis.

O que tem que levar

Comprovante de residência, carteira de identidade, CPF, título de eleitor e carteira de trabalho (mesmo que não esteja assinada) de todos os membros da família. Também é preciso levar a certidão de nascimento, a carteira de vacinação (dos pimpolhos com até 7 anos) e atestado de frequência escolar da filharada. Devem ser levados os documentos originais. Se precisar de cópia, o pessoal da prefa tem que fazer o xerox digrátis.

  •  

Deixe uma Resposta