• Postado por Tiago

O governo do Estado, por meio das secretarias de Estado de Desenvolvimento Regional de Blumenau e Itajaí, da Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural e da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de SC – Cidasc, indeniza, neste sábado,11, os produtores que perderam animais afogados ou soterrados na catástrofe que atingiu a região em novembro de 2008.

Na oportunidade, será assinado um convênio no valor de R$ 5 milhões, entre o Ministério do Desenvolvimento Agrário e a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de SC – Epagri.  A solenidade ocorrerá às 12h30, no Salão Paroquial da Igreja Matriz Pio X (Rua 21 de junho, 20 – centro), em Ilhota.

No total, 174 produtores receberão o pagamento das indenizações.   O valor destinado para este trabalho é de cerca de R$ 1 milhão para cobrir 2.238 animais perdidos na enchente.

O maior registro de perdas foi em Itajaí.  Em apenas uma fazenda, no bairro Itaipava, 578 animais morreram afogados.  O município é seguido por Tijucas, com mais de 100 mortes.  Os valores das indenizações por afogamento e soterramento variam por espécie e idade do animal.  Um boi com mais de dois anos, por exemplo, é avaliado em R$ 750.

Os recursos são provenientes do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal – Fundesa, do Governo do Estado, que indeniza produtores que perderam animais com doenças infectocontagiosas.  Para que atendesse aos produtores atingidos pela enchente, o governador Luiz Henrique da Silveira sancionou uma lei complementar incluindo animais que morreram afogados ou soterrados, devido às catástrofes ambientais.

Os recursos que totalizam R$ 5 milhões serão investidos em unidades móveis de atendimento aos agricultores, 30 miniestações metereológicas para monitoramento online e compra de equipamentos de trabalho.

  •  

Deixe uma Resposta