• Postado por Tiago

Boa notícia para os aposentados e pensionistas do instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebem acima do salário mínimo. A partir do ano que vem, passam a receber reajustes com ganho real. A promessa é do ministro José Pimentel, da Previdência Social. “O reajuste será de 6,2%, mas não é aquilo pelo que lutamos”, diz Iburici Fernandes, presidente da federação dos Aposentados de Santa Catarina (Feapesc) e integrante da confederação Brasileira dos Aposentados (Copab). Os velhinhos querem o mesmo reajuste dado ao salário mínimo.

A previsão é a de que até semana que vem o presidente Lula edite a medida provisória que concede reajuste aos aposentados e pensionistas que ganham mais que a merreca do mínimo. Ao todo serão oito milhões 323 mil e 298 pessoas que serão beneficiadas. A decisão ajuda a diminuir o achatamento do valor das pensões. Pimentel anuncia que o governo incluiu no orçamento do ano que vem R$ 3,5 bilhões para os reajustes das aposentadorias, incluindo pra quem recebe apenas o equivalente ao salário mínimo.

Não agradou

Iburici Fernandes, chefão da Feapesc, não gostou do resultado. “Conseguimos isso graças às nossas lutas. Mas não vamos parar por aqui”, anuncia. As organizações que representam velhinhos de todo o país brigam para que as pensões sejam reajustas com o mesmo índice do salário mínimo. O acordo do governo para o reajuste foi fechado com as centrais sindicais, diz Iburici, e não com a Copab, entidade que reúne federações de aposentados de todos os estados brasileiros.

A direção da Cobap também reagiu. “Vamos mostrar nas ruas e nas urnas que os aposentados têm memória e jamais esquecerão deste presente de grego ofertado pelo presidente da República que um dia foi um operário”, ameaçou Warley Martins Gonçalles, presidente da Copab, em nota oficial da confederação. Para 2010, Warley promete manifestações públicas contra o governo. Reajuste de 8,87% pra quem ganha o mínimo

Pra quem ganha a miséra do salário mínimo como pensão, a notícia é melhor. O reajuste, que sairá já em janeiro, será de 8,87%. O valor passará de R$ 465 para R$ 505. São 18 milhões 548 mil e 546 mil brazucas que passarão a ganhar mais logo no início do ano.

  •  

Deixe uma Resposta