• Postado por Tiago

Rola hoje, às 19h, na Fundação Cultural Badesc, centro da capital, a noite de autógrafos de Júlio Queiroz, autor de “Gritos do Amanhecer”, cuja trama se passa na ilha da magia. O livro, que custa 15 mangos, aborda a igualdade entre homens e mulheres. Segundo o escritor de 83 anos, a mulher estaria se libertando através da educação.

A história começa quando um empresário se quebrou num acidente e vai parar num casarão abandonado. Incapacitado de voltar pra rua, ele se depara com figuras humanas e de animais que o levam a reviver incidentes do passado e analisar a trajetória da humanidade, principalmente a transição do matriarcado (quando as muiés mandavam) pro patriarcado.

Nascido no Espírito Santo, Júlio vive em Santa Catarina desde os anos 60 e ocupa a cadeira 10 da Academia Catarinense de Letras.

  •  

Deixe uma Resposta