• Postado por Tiago

A noite de terça-feira terminou com mais um assassinato em Itajaí. Bruno Dias de Almeida, 18 anos, natural de Iguape-SP, foi comer capim pela raiz com dois tiros disparados à queima-roupa no bairro Cordeiros. Os policiais não sabem o que motivou a treta, já que o gurizão não tinha ficha criminal. O corpo do coitado foi levado para o instituto Médico Legal (IML), mas até o fim desta edição, na noite de ontem, ninguém tinha aparecido para reconhecer o rapaz.

Passava das 23h30 quando os bombeiros da city foram chamados pra atender um carinha furado à bala na rua Romualdo Manuel Fagundes. No local eles encontraram Bruno estirado chão, todo ensanguentado, em frente à baia n°27. Os vermelhinhos ainda tentaram salvar o coitado, mas já era tarde demais. Ele tomou dois balaços certeiros, sendo um no peito e outro na cabeça.

A polícia também apareceu no local, mas não achou nem sombra dos matadores. O povo da rua não soube dizer o que aconteceu nem quem era o guri, que foi identificado pela carteira de identidade encontrada junto ao corpo. Pelo nome da vítima, os tiras descobriram que o rapaz não tinha ficha criminal. O delegado Rui Garcia, que tava de plantão na noite do assassinato, conta que não há pistas dos malacos que atiraram em Bruno. Ele também não sabe se a morte tá ligada ao tráfico de drogas.

  •  

Deixe uma Resposta