• 16 jun 2009
  • Postado por Tiago

CONTRA-ABRE---s---brasil-x-egito---copa-das-confederacoes---foto-Ricador-Nogueira-Folha-Imagem-15.06.09

Kaká deu a vitória ao Brasil, aos 45 do segundo tempo

Quase toda estreia do Brasil em competições oficiais é sofrida e decidida num lance isolado ou nos minutos finais. Mas a de ontem, pela Copa das Confederações, na África do Sul, passou da conta. A seleção venceu o Egito por 4 a 3, com o gol da vitória saindo apenas aos 45 minutos do segundo tempo. Kaká (2), Luís Fabiano e Juan marcaram pro Brasil, atual campeão do torneio e da Copa América. Zidan (2) e Shawky fizeram pros egípcios, campeões africanos.

O número de torcedores no Free State, na cidade de Bloemfontein, decepcionou e ficou em torno de 27 mil pagantes ? o estádio tem capacidade pra 48 mil pessoas. O desânimo dos cartolas foi tão grande que o presidente da Fifa, Joseph Blatter, já pediu pro Comitê Organizador da Copa das Confederações passar a distribuir ingressos digrátis pras próximas rodadas.

O futebol brazuca também decepcionou os sul-africanos, que chegaram ao estádio demonstrando que torceriam pro time de Dunga. Após um bom primeiro tempo e abrir 3 a 1 no placar, os brasileiros sentiram os dois gols que tomaram no início do segundo e chegaram à vitória no maior sufoco. Este foi o quinto confronto entre Brasil e Egito na história e a quinta vitória brasileira. Até então, a seleção só tinha levado um gol do rival, em 1960.

Começou bem

A seleção canarinho precisou de apenas cinco minutos pra abrir o placar, e com um golaço de Kaká. Daniel Alves tocou pelo alto e o meia, agora do Real Madrid, deu um chapéu num zagueiro, driblou outro e tocou na saída do goleiro El Hadary.

Mas o Egito também não demorou pra empatar. Aos sete, Aboutrika cruzou e Zidan subiu pra fazer de cabeça.

O time do técnico anão da Branca de Neve voltou a marcar aos 11. Elano cobrou falta na cabeça de Luis Fabiano, que testou e fez o segundo brasileiro. Elano apareceu bem novamente no terceiro gol brazuca. Aos 37, o jogador do Manchester City cobrou escanteio da direita na cabeça do zagueiro Juan, que subiu pra balançar as redes.

Apagão

Após o intervalo, o Egito voltou com tudo e chegou ao empate em dois lances seguidos. Aos nove, Mohamed Shawky bateu forte, no canto de Julio César, e diminuiu. No minuto seguinte, após a zaga brasileira dormir mais uma vez, Aboutrika arrancou e tocou pra Zidan, que ganhou, na velocidade, de Daniel Alves e chutou pra rede, deixando tudo igual.

O gol da vitória brasileira só veio aos 45 minutos. Após cobrança de falta, Lúcio chutou e o zagueiro tentou dar uma de malandrão, tirando a bola com a mão. O juizão marcou escanteio, mas depois de ser avisado que foi pênalti, expulsou o egípcio e botou a bola na cal. Kaká bateu bem o pênalti e deu a vitória ao Brasil.

Na quinta-feira, a seleção brasileira volta a campo pra encarar os Estados Unidos, às 11h.

  •  

Deixe uma Resposta