• Postado por Tiago

ABRE-DA-OITO---praca-de-pedagio-em-porto-belo

Carros pequenos têm que desembolsar R$1,10 pra passar pelo pedágio

Acabou a mamata pra quem cruza a BR-101 em Porto Belo. Começa hoje a cobrança de pedágio no quilômetro 157 da rodovia. De agora em diante, os motoras que transitarem entre Itapema e Bombinhas terão que meter a mão no bolso e dar uma grana pra Autopista Litoral, a concessionária da rodovia.

A tarifa das motocas e ziquinhas a motor é de 50 centavos. Já quem atravessar o posto de carango terá que pagar R$ 1,10. O valor mais caro fica pros caminhões. Dependendo do modelo, a travessia pode custar de R$ 2,20 até R$ 6,60. Confira os valores no box.

As guaritas do pedágio passaram a funcionar pra testes há duas semanas. No dia cinco de maio, técnicos da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) fizeram a vistoria na obra e deram o sinal verde pro início da cobrança.

Contando com Porto Belo, ao todo são quatro praças de pedágio montadas ou em construção em Santa Catarina. Palhoça, na Grande Floripa, e Araquari, ao lado de Barra Velha, ainda passam pelo quebra-quebra. Já o posto de Garuva funciona desde 22 de fevereiro.

Fuga do pedágio

Uma opção pra fugir do maledito pedágio é a SC-412, a famosa estrada geral da Santa Luzia, em Porto Belo. O acesso à via fica no viaduto, uns dois quilômetros antes da praça de pedágio. O motora que optar pelo trajeto terá que atravessar uns 11 quilômetros de estrada até voltar à BR-101.

Mas tem que ver se vale a pena, porque a via tá mais furada que rosto de adolescente espinhento. Como apenas um quilômetro da estrada é asfaltado, os outros 10 tão cobertos por buracos, poeira e lama que se estendem por toda a estrada de terra e atrapalham a vida dos motoristas. Além disso, o caminho conta com alguns pontilhões que estão frágeis, no melhor estilo balança mas não cai.

O secretário de obras de Porto Belo, Johnson Zunino, explica que os carangos até atravessam o local, mas caminhões e ônibus não poderão passar com frequência já que o pavimento fraquinho pode ceder com o peso dos monstrengos. ?A estrada não é preparada pra veículos pesados e nem os pontilhões?, afirmou. Esta semana a galera da prefa irá monitorar o fluxo de carros por lá. ?Se for necessário posso até suspender o trânsito pesado?, avisou Johnson.

O secretário afirma que a prefa tem um projeto pra cobrir mais um quilômetro com asfalto, mas os abobrões ainda estão pedinchando uma verba pro governo do estado, responsável pela estrada.

  •  

Deixe uma Resposta