• Postado por Tiago

INTERNA-9---BASE---g-procissao-corpus-christi-098

Procissões rolam em quatro bairros peixeiros

Os católicos peixeiros têm um dia cheio hoje, na celebração de Corpus Christi. Vão rolar em Itajaí nada menos que quatro procissões com suas respectivas missas, nos quatro cantos da city. Nos bairros, o auê católico rola pela manhã e à tarde, no centro. Mas a galera que é comprometida com a parada já tá de pé cedinho, pra fazer os famosos tapetes com imagens de santos e símbolos católicos pelas ruas onde vão passar as procissões. Quem quiser colaborar vai ter que acordar antes do galo cantar.

A lida começa mais cedo no São Viça, às 4h30, quando os beatos estarão metendo a mão na massa em frente à paróquia, na Estefano José Vanolli. Lá, a missa começa às 9h30 e a procissão segue pelas ruas Alfredo Kleis, Otávio Cesário Pereira e Expedicionário Olímpio José Borges, até voltar pra Estefano.

Nos Cordeiros, mais fiéis tão convocados pra enfeitar a rua com pó de café, serragem, areia e outros materiais a partir das 5h, na frente da paróquia, na rua Odílio Garcia. A missa também é às 9h30 e a procissão vai passar pelas ruas Henrique de Borba Santos e Santo Agostinho. Como o bairro tem 14 capelas católicas e uma casa da providência, são esperadas 400 pessoas só pra confeccionar os tapetes.

No São João e no centro, a missa acontece às 15h. No São João, o povo vai estar a postos na rua Pedro Rangel, onde fica a paróquia, às 6h pra fazer os tapetes. No centro, a missa rola na igrejinha da Imaculada Conceição e a procissão segue pelo calçadão da Hercílio Luz até a igreja Matriz. Se chover, a missa das 15h será na Matriz do Santíssimo Sacramento. Às 8h, o povo do centro vai estar no calçadão botando a criatividade na rua.

Corpus Christi significa ?corpo de Cristo? e começou a ser celebrado no século 13 pra lembrar a presença de Jesus na Eucaristia. A festividade foi instituída pelo Papa Urbano 4º, em 11 de agosto de 1264, e é realizada sempre na quinta-feira seguinte ao domingo da santíssima trindade, que rola no domingo seguinte ao de pentecostes. As procissões que passam pelas ruas da cidade atendem a uma recomendação do código de direito canônico. O papéli determina ao bispo diocesano a realização de procissões pra testemunhar publicamente a veneração à santíssima eucaristia.

  •  

Deixe uma Resposta