• Postado por Tiago

Se você tá encasquetado com aquele barulho estranho que apareceu no motor do seu carro, então não perca a segunda edição da inspeção veicular gratuita que donos de oficinas do núcleo automotivo da Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc) realizam hoje. Augusto Munchem, coordenador do núcleo, espera que pelo menos 100 carangos recebam a bizolhada dos profissionais das 18 oficinas que estarão no centro de Balneário Camboriú neste sábado.

Este ano, o evento conta com a parceria no núcleo estadual de automecânicas da Federação das Associaçãos Empresariais de Santa Catarina. Em todo o estado, 23 cidades farão a inspeção veicular gratuita. Na região apenas o pessoal da Acibalc se animou em promover o evento. “Nossos objetivos são o de diagnosticar os maiores problemas da frota de Balneário Camboriú e Camboriú e também incentivar o cliente a ter o hábito de revisar constantemente seu veículo”, diz Munchem, completando: “O dono do veículo terá um carro mais seguro, que não vai lhe dar tanta despesa e que não vai deixá-lo na mão na hora em que mais precisar”.

Para Nereu da Silva Neto, coordenador do núcleo de automecânicas da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), as vantagens da revisão do carango são ainda maiores. “Além da redução no número de acidentes, também há uma diminuição da poluição urbana, economia de combustível e, principalmente, redução de maneira significativa do tempo gasto nos congestionamentos das cidades, muitas vezes causados pela falta de manutenção dos veículos”, argumenta.

A inspeção

Mais de 30 itens estão na lista de inspeção. Desde pneus e correias até a suspensão e a parte elétrica do veículo. A bizolhada é digrátis. “Mas se as pessoas puderem levar um quilo de alimento não perecível, nós agradecemos”, diz Augusto Munchem. O rango será doado para instituições carentes de todo o estado.

Pelos dados do núcleo estadual de automecânicas da Facisc, desde que a inspeção veicular gratuita foi criada, em 1998, mais de 40 mil veículos foram revisados na Santa&Bela. Até julho deste ano, o estado tinha três milhões, 69 mil e 872 carangos licenciados.

Nereu Neto, da Facisc, comenta que os maiores problemas encontrados durante as inspeções estão relacionados a correias, arrefecimento do motor, amortecedores, pneus e freios. A parte elétrica seria a que menos dá problema nos carangos.

Onde vai rolar

Na oficina Arvoredo, que fica na rua 1301 esquina com a avenida do Estado, centro da cidade

  •  

Deixe uma Resposta