• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PAGINA-SEIS----SEGUNDA-p---homidio-em-fte-cabana-del-piá---sem-identificação-(1)

Pelo jeito, a malocada de Camboriú não tá nem aí pro reforço policial que aterrissou na city. No final da tarde de ontem, mais um foi pra terradospés juntos, vítima de um tirombaço na cabeça. O crime rolou em frente ao batecoxa Cabaña Del Piá, no Rio do Meio. Até o fechamento desta edição, o corpo ainda não tinha sido identificado.

Era por volta das 17h quando o pessoal que mora na rua João da Costa, no Rio do Meio, ouviu um pipoco. Os bizolhudos de plantão correram pra ver o que tinha rolado, e deram de cara com um garotão estendido na chón, em meio a uma poça de sangue, bem em frente ao balançateta. O povão percebeu que um Opala prata e um Corcel verde saíram cantando pneu, logo depois do estouro do trabuco.

A puliça militar foi avisada da desgraceira, e correu pra dar um bizú. O pessoal do Samu também pintou na área pra socorrer o coitado, mas não tinha mais nada a fazer pelo cara, que levou uma azeitonada na cabeça e já tinha passado dessa pra uma melhor.

O morto é moreno claro, tem perto de 20 anos de idade, e vestia uma camiseta regata azul, bermuda e chinelo de dedo, preto, quando partiu pro além. Ele não tinha nenhum tipo de documento nos bolsos, e não era conhecido de ninguém na região. Homis da puliça civil e militar também deram uma boa bizolhada no cara, mas não acharam o pobre parecido com nenhum malaco conhecido.

Assim que souberam que duas carangas siscaparam logo depois do crime, os milicos seguiram à cata dos assassinos. Os fardados vasculharam a capital da pedra de todo jeito, mas não conseguiram encontrar os responsáveis pela crueldade. O corpo do rapaz foi recolhido pelos peritos do Instituto Médico Legal (IML) de Balneário Camboriú, e vai ficar por ali até que apareça alguém que possa dar alguma dica de sua identidade.

  •  

Deixe uma Resposta