• Postado por Tiago

Pra variar, obra tá atrasada por causa do mau tempo

Quem quiser fazer um raio-x pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no hospital de Camboriú terá que sentar pra não cansar. O trampo tá suspenso há cerca de dois meses e deverá voltar a rolar só daqui a 20 dias. A pendenga acontece porque a unidade de saúde está em reforma pra instalar o novo aparelho que bate chapa, mais modernoso que o antigo.

Há quase dois meses as fotinhos do raio-x não estão sendo tiradas no hospital. Todos os pacientes que precisam fazer a radiografia são informados que devem procurar o hospital Santa Inês, no Balneário Camboriú. Pra amenizar o problema, a administração da unidade de saúde oferece transporte pros pacientes graves e que já estão internados no hospital.

Mas a regalia só vale pro pessoal que tá internado. ?Pra nós fica difícil porque temos que pagar e esperar um tempão pelo ônibus que vai até o Balneário?, mandou a vendedora autônoma, Maria Antônia de Souza, 42 anos.

Os socorristas dos bombeiros, Samu e até das empresas de planos de saúde que fazem resgate do povão doente de Camboriú também já foram instruídos a não levar os pacientes com suspeita de fratura ao hospital da cidade da pedra. Em todas as ocorrências o pessoal tem que esticar o percurso pra garantir que a galera dodói vá receber um atendimento completo quando chegar ao hospital.

A administradora do hospital de Camboriú, Sônia Radloff, confirma que os trampos estão suspensos por lá, mas garante que tudo voltará ao normal dentro de 20 dias. Explica que a unidade de saúde ganhou do estado um equipamento de raio-x e uma processadora, que é a engenhoca que revela as fotinhos. As traquitanas são mais modernosas que a máquina de tirar chapa antiga e exigiram que o hospital fizesse uma reforma.

Pra se adaptar ao exigido pelo ministério da Saúde, o hospital está trocando a instalação elétrica e ampliado a área física e de equipamentos. ?Tem que estar dentro dos critérios exigidos pela lei que preconiza essa instalação?, explica Sônia, que não soube apontar o valor exato da reforma na manhã de ontem.

Os reparos começaram em junho e deveriam ter terminado no mês passado, mas a chuvarada atrasou os trampos. ?Foi além daquilo que a gente tinha programado, mas ao final é a comunidade que vai ganhar com isso?, garantiu.

Esta é a segunda vez que o aparelho de raio-x do hospital de Camboriú escangalha. No início de junho, a geringonça parou de funcionar. Até a data, a unidade de saúde contava apenas com uma traquitana que bate chapa e a maquininha era mais velha que a Salve Rainha. Tinha 15 anos e não contava mais com peças de reposição.

  •  

Deixe uma Resposta