• Postado por Tiago

É tanto perrengue que a ajuda do governo do estado não fez nem cócegas

Um mês depois do hospital Santo Antônio, de Itapema, ter pedido socorro à prefa por conta de uma carrada de dívidas, a situação ainda não mudou. A secretaria de saúde da Santa & Bela mandou uma grana pra dar uma mãozinha, mas só metade do dindim pôde ser aplicada nas pendengas, e o impasse continua. Numa recente reunião do conselho de saúde, ficou acertado que o hospital poderá ganhar mais recursos por mês se melhorar o atendimento ao povão.

O plá rolou na noite de quinta-feira. Em mais de três horas de falatório, os conselheiros da city concordaram com a renovação do convênio com o hospital, que encerra no dia 30 de junho, e com um aumento da verba repassada pela prefa. ?Pra isso, pedimos uma série de mudanças, entre elas que o hospital implante o sistema de prontuário eletrônico, como será feito nos postos?, conta o secretário de saúde de Itapema, Roberto Carlos Ruiz. O sistema traz todo o histórico de cada paciente e evita gastação à toa.

O aumento do repasse já é pedinchado tempão pela administração do hospital, que acha que os R$ 40 mil que a prefa manda nao dao nem pro cheiro. ?A dívida que temos hoje é em função da temporada. Nossos atendimentos triplicaram, mas a verba não?, siqueixa o mandachuva do hospital, Eduardo Bittencourt Filho.

Entre contas de luz, água, telefone, encargos trabalhistas e dívidas com fornecedores, o hospital deve hoje R$ 250 mil. A falta de grana já resultou em situações feiosas. Há meses, o Santo Antônio só tem telefone celular, porque o número fixo foi cortado. Pra completar, a Celesc já esteve a ponto de tesourar a luz e deixar os pacientes no escuro.

Parte da dívida poderia ser paga com uma bolada de R$ 200 mil que a prefa ganhou de presente do governo do estado, mas foi definido que só metade da grana pode ser usada pra saldar a pendenga. ?O restante é pra ser investido em melhoria da estrutura física?, conta o abobrão Roberto Carlos.

A divisão não agradou o pessoal do hospital. ?Seria melhor se pudéssemos usar tudo pra pagar as contas, porque assim poderíamos renegociar preços com os fornecedores?, diz Eduardo.

Nada de neném

Apesar do reforço do governo do estado e da promessa de aumento no repasse da prefa, não é dessa vez que uma das maiores queixas dos itapemenses com relação ao hospital será atendida. A maternidade, que há um ano só atende partos de emergência, não será reativada por enquanto.

O secretário da saúde diz que prefere investir em outros setores do hospital pra não oferecer um serviço meia-boca às mamães. ?Temos que ter responsabilidade e garantir que, se forem nascer crianças em Itapema, que nasçam bem. Não vou fazer demagogia?, lascou. A promessa é que se volte a falar no assunto quando o hospital estiver de novo nos eixos. Pelo visto, vai demorar.

  •  

Deixe uma Resposta