• Postado por Tiago

O mesatenista Hugo Hoyama, principal estrela da edição chapecoense dos Jasc, disputou ontem o torneio de duplas e hoje encara o torneio de simples por Chapecó. O paulista ajudou a cidade a conquistar uma vaguinha nas quartas-de-final por equipes, que termina na quinta-feira, mas acabou eliminado nas semifinais de duplas. A equipe de Chapecó conta com três atletas federados na cidade e dois “estrangeiros”.

Com status de pop-star, Hugo chegou a Chapecó às vésperas da cerimônia de abertura pra ajudar na divulgação dos jogos na região e se surpreendeu com a quantidade de gente que apareceu no ginásio pra ver os jogos de tênis de mesa. “Nos jogos Abertos do Interior, em São Paulo, só aparecem os atletas e os familiares. Aqui o ginásio ficou lotado e tinha até gente que ficou de fora”, conta o atleta.

Um dia depois da derrota de Chapecó para Concórdia por 3 a 2 – o japa venceu as duas partidas, mas não evitou a derrota da colonada –, o mesatenista falou que o nível técnico da modalidade, graças à contratação de atletas, tá muito forte. Hugo garante que tanto Chapecó como Floripa e Concórdia têm chances de faturar o troféu no masculino. “Florianópolis tem dois atletas da seleção brasileira e Concórdia tem até um chinês que joga há bastante tempo no Brasil”, comentou.

A polêmica participação na abertura, quando o atleta, que nem catarinense é, acendeu a pira dos jogos, é encarada com orgulho pelo mesatenista. “É um reconhecimento do meu trabalho e espero que sirva de exemplo para os jovens aqui de Santa Catarina que praticam o tênis de mesa”, lascou.

Quem é esse cara?

Hugo Hoyama é o maior mesatenista brasileiro da história. O japa foi nove vezes campeão em pan-americanos e é o recordista de medalhas de ouro na competição, seguido pelo nadador Gustavo Borges, com oito douradinhas. Hugo também representou o Brasil em quatro olimpíadas. Sua melhor colocação foi o nono lugar na disputa de simples, em Atlanta, em 1996.

  •  

Deixe uma Resposta