• Postado por Tiago

INTERNA-CANTO-PAG-22---s---Duda-Yankovich-boxe---divulgação

A gostosona Duda Yankovich pode ser atleta do centro

Programado pra abrir as portas na última segunda-feira, o centro de Excelência Sul de Boxe Olímpico de Cadetes vai ter que esperar dinovo pra ser inaugurado. O problema dessa vez é o campeonato Brasileiro de Boxe, que rola em Aracaju/SE, de 18 a 25 deste mês. Com isso, a inauguração passou pro dia 31.

Projetado pra abrigar jovens boxeadores dos três estados do Sul do país, o centro tem como objetivo desenvolver atletas de 15 e 16 anos, visando às Olimpíadas, já pra Londres, em 2012. ?É a nossa expectativa, vai ser um trabalho de captação olímpica?, fala Diogo Wolitz, presidente da federação Catarinense de Boxe.

Além de revelar possíveis nomes olímpicos, o centro vai fazer um trabalho de inclusão social, com aulas gratuitas pra mais de 300 alunos. ?O potencial da nossa região é enorme, temos atletas na Itália brigando por títulos?, conta Diogo. E é por causa desse potencial que Balneário Camboriú foi escolhida pra sediar o centro. ?Os melhores atletas da modalidade moram na cidade?, revela o cartola.

Com medo de levar um cano, a fundação de Esportes de Balneário Camboriú não quis garantir as presenças dos campeões mundiais Popó, Éder Jofre e Miguel de Oliveira na inauguração. O ministro dos Esportes, Orlando Silva Jr., também é esperado. A FME também não comentou quanto de grana foi preciso pra montar o centro.

A única coisa certa é que a cartolagem do boxe promete não medir esforços pra fazer da iugoslava naturalizada brasileira, Duda Yankovich, que é campeã mundial, uma das atletas do centro.

Título de Baianinho foi meia-boca

O ?título brasileiro? de Acácio Ferreira, o Baianinho, não foi tão importante assim. Informado da conquista pelo treinador do peixeiro, Álvaro de Jesus, o DIARINHO recebeu ontem a informação de que a vitória de Baianinho na semana passada não o faz campeão brazuca. ?Ele ganhou o título por uma confederação de boxe que não tem valor real no boxe brasileiro. Não sei por que o Baianinho foi disputar por essa organização, que é tipo uma confederação brasileira de futebol pirata. Pra nós (Fecaboxe) e pro Brasil não vale nada?, lasca Diogo Wolitz, que ainda diz que essas confederações piratas existem pra faturar uma grana em cima dos atletas.

  •  

Deixe uma Resposta