• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA---ABRE---PAGINA-SEIS-26082009329

Mecânico tinha acabado de sair pro trampo, quando recebeu a ligação dizendo que a sua casa tava pegando fogo

Um incêndio no começo da tarde de ontem na rua Cesário Chaves, no bairro Fazenda, deixou a família do mecânico Júlio César Benz, 53 anos, sem teto. O fogo começou por volta das 13h30 e rapidamente se alastrou por todas as peças. A mulher de Júlio, Fátima Padilha Ribeiro, que tava tomando banho na hora em que o fogo começou, perdeu até as roupas do corpo. A coitada se enrolou em uma toalha e saiu correndo porta afora.

Júlio contou que tinha saído fazia poucos minutos quando o telefone tocou avisando que a casa onde morava há 22 anos tava pegando fogo. O mecânico se refez do susto, voltou pra casa às pressas, mas quando chegou no local os bombeiros já tavam se virando nos 30 para tentar conter as chamas que ardiam sem parar na casinha de madeira. Junto com o casal, também moravam a cunhada de Júlio e mais duas crianças, sendo uma de três e outra de sete anos. Todos estão abrigados com amigos e parentes.

A comunidade do bairro está se mobilizando para ajudar o mecânico a reconstruir a vida deixada pra trás no meio do fogaréu. ?Toda a ajuda será bem vinda?, disse Júlio.

A família necessita principalmente de roupa e madeiras para tentar reconstruir a casa e voltar a ter um lugar onde morar. A casa era uma construção em madeira de lei com pedaços de toras com idade que varia de 60 a 70 anos. ?Desmanchei uma casa e reconstruí?, destacou Júlio.

Como a casa ficava no pé do morro, em uma região de difícil acesso, os bombeiros tiveram que usar dois caminhões para tentar conter as chamas. Mesmo assim, só foi possível evitar que outras casas da região fossem atingidas. No incêndio morreu o cachorro da família e três coelhos ficaram queimados.

  •  

Deixe uma Resposta