• Postado por Tiago

Bombeiros acreditam que hotel não tem sistema adequado de combate a incêndio

A madrugada de ontem foi fogo em Balneário Camboriú. Um incêndio destruiu um quarto do 5º andar do hotel dos Açores, na avenida Brasil. O edifício teve que ser esvaziado e uma família de chilenos, incluindo um bebê, ficou presa lá no alto e pediu ajuda pendurada nas janelas. Os bombeiros acreditam que hotel não tem sistema adequado de combate a incêndio e devem mandar um relatório ao Ministério Público.

Por volta das 1h, hóspedes do quarto 519 viram um fogaréu danado sair de uma televisão, que tava pertinho da janela. As chamas logo se alastraram e atingiram a cortina, cômoda e a parede. Uma fumaceira preta se formou e quem tava por lá saiu correndo. O corredor ficou tomado de gente, que sivirou em pernas e tratou de tentar fugir do fogo.

Uma família de argentinos, que tava no quarto 521, ficou cercada pela fumaça e não conseguiu sair. O casal e os filhos, de um ano e outro adolescente, se penduraram na janela e começaram a gritar por socorro. O povo que caminhava pela avenida Brasil viu o desespero deles e chamou os vermelhinhos.

Os bombeiros conseguiram tirar os gringos com vida do hotel. Eles tavam bem, mas precisaram receber atendimento médico, pois tinham respirado muita fumaça. A família não foi localizada na manhã de ontem e funcionários do hotel não quiseram informar se eles tavam por lá ainda.

Os bombeiros mandaram um mundaréu de água em cima do fogaréu. Depois de meia hora de serviço, acabaram com as chamas. Resfriaram as paredes dos outros quartos pra garantir que o incêndio não iria recomeçar, e fizeram uma varredura em todos os cômodos pra garantir que nenhuma vítima ficou pra trás.

Os vermelhinhos farão um laudo do incêndio, mas já arriscam dizer que o fogo foi motivado por uma falha elétrica na instalação da TV do quarto 519. A área onde rolou o incêndio foi isolada até que os vermelhinhos façam a vistoria. O papéli deverá ficar pronto em 30 dias.

Sem segurança

Os bombeiros irão apurar se o hotel tem um sistema adequado de combate a incêndio. O sargento José Carlos dos Santos não esteve no local, mas soube pelos colegas que a situação tá preta por lá. ?A edificação não atende as normas de segurança contra incêndio?, disse.

A princípio os hotéis devem dispor de alarme de incêndio, sistema hidráulico preventivo, que é a tal da mangueira com reserva de água, extintor e saída de emergência, entre outros itens. Mas o hotel Açores não teria sequer uma plaquinha de emergência pra indicar aos hóspedes pra onde fugir em caso do fogaréu tomar os andares.

Os vermelhinhos repassarão o resultado da vistoria pras otoridades. ?Estamos elaborando um documento que deverá ser encaminhado ao Ministério Público?, informou o sargento. A reportagem tentou conversar com a gerente do hotel, Ivana do Carmo, mas nas três ligações feitas pro hotel, ela não pode atender o DIARINHO.

  •  

Deixe uma Resposta