• Postado por Tiago

É bom ficar ligado porque o sol está de matar e segundo pesquisa realizada pelo Pro Teste, da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, cinco das 10 principais marcas de protetor solar em loção vendidas no país não são resistentes à radiação. Na avaliação global, oito marcas das 10 analisadas foram reprovadas por também não resistir à água ou não bloquear raios UVA, ligados ao envelhecimento da pele. Vale destacar que o teste envolveu análise de rotulagem, composição, irritabilidade, hidratação, proteção, resistência à exposição solar e ao uso propriamente dito.

Só para os leitores terem uma ideia não há regulamentação no Brasil que obrigue a presença de substâncias bloqueadoras dos raios UVA, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Apesar disso, especialistas dizem que os produtos devem oferecer no mínimo um terço do FPS em proteção UVA. Consta no teste, por exemplo, que Coppertone, Episol, Natura e Banana Boat foram reprovados por oferecerem proteção aos raios UVA inferior a 1/3. Sete produtos tiveram nota ruim na composição, o que quer dizer que possuíam substâncias não recomendadas, mas não proibidas no Brasil. Os resultados foram publicados na revista Pro Teste de dezembro e que está disponibilizada no site da entidade: www.proteste.org.br.

O que é proteção UVA?

Os raios UVA atingem as camadas mais profundas da pele, sendo os principais responsáveis pelo envelhecimento precoce e bronzeamento, além de, também contribuírem para o inicio ou a piora do câncer de pele.

O que é raio UVB?

Os raios UVB são cancerígenos e a sua ocorrência tem aumentado muito, devido à destruição da camada de ozônio. Essa radiação atinge as camadas mais superficiais da pele, sendo que a radiação UVB atravessa as nuvens e, portanto deve-se usar filtro solar, mesmo em dias nublados.

  •  

Deixe uma Resposta