• Postado por Tiago

Ontem à tarde, Adonai Chiamentti Junior, 22 anos, se apresentou à polícia de Itapema. O cara é irmão da muié que disse ter atropelado de propósito três rapazes na avenida Nereu Ramos, em Meia Praia, na madrugada de domingo. Um deles não resistiu aos ferimentos e morreu. Em depoimento, o cara contou outra versão pra história. Ele admitiu que tava na boleia quando rolou a desgraça, mas jurou de pés juntos que não tinha nenhuma rixa com as vítimas.

A tragédia foi por volta das 4h. Morian Alberto Santana, Bruno César dos Santos e um outro amigo tinham acabado de sair do balança-teta Bonaparte, em Porto Belo. Eles tavam no acostamento da avenida Nereu Ramos, em Itapema, quando o Ômega, placa MMR-3379, partiu pra cima deles.

Morian foi o mais atingido. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo de ser socorrido. Seu amigo Bruno foi levado pro hospital Santa Inês, em Baneário Camboriú, com ferimentos graves. O terceiro colega conseguiu fugir e siscapou sem um arranhão.

O Ômega foi encontrado pela polícia horas depois, na garagem de uma baia da rua 314. Diante do atraque, Daiane Chiamentti assumiu a bronca e disse ter atropelado os rapazes porque teria se envolvido numa briga com eles na balada. A muié tá enjaulada no presídio de Tijucas.

Mas testemunhas disseram à polícia que quem dirigia era um homem, e que Daiane não tinha sido vista no carro assassino. O depoimento prestado ontem por seu irmão, Adonai, pode mudar o rumo das investigações. Ele admitiu que tava na boleia do Ômega, que é de sua namorada, quando rolou a treta, e a mana só tentou livrá-lo do flagrante.

Adonai disse que não se envolveu em briga nenhuma no Bonaparte, e jura que não conhecia Morian e seus amigos. Ele afirma que perdeu o controle do carro, que estaria com defeito, e por isso acabou atropelando os rapazes.

A perícia feita no possante não revelou nada que pudesse ter causado o tal descontrole. O amigo de Morian que escapou da morte também disse à polícia que o Ômega foi jogado contra eles de propósito. Agora, o delegado Carlos Dirceu, responsável pelo caso, vai chamar mais testemunhas pra um plá, pra tentar entender o que realmente rolou.

  •  

Uma Resposta to “Irmão de atropeladora dá nova versão”

  1. emasa Diz:

    Sim, o carro estava com defeito…
    DEFEITO ALCOOLICO.

    Isso é o que da fazerem lei seca mas não ter ninguém para fiscalizar as saidas de casas noturnas, festas e restaurantes.

Deixe uma Resposta