• Postado por Tiago

Um dia após mostrar que o dindim do aluguel de uma sala comercial do Marcílio Dias vai pra Federação Catarinense de Futebol e não pro Marinheiro, o DIARINHO volta com uma listinha de irregularidades cometidas pela atual diretoria executiva do clube em 2009. Os atos considerados ilegais foram levantados num parecer da comissão fiscal do clube.

Na lista o item mais grave aponta uma irregularidade extremamente preocupante: o clube não recolheu INSS e FGTS neste ano. ?Alertamos que não recolher INSS e descontar de funcionário é apropriação indébita (e isso pode se configurar em crime)?, mostra o documento do conselho fiscal. Isto quer dizer que, pra fechar com chave de ouro a gestão que culminou em dois rebaixamentos, a atual diretoria pode parar na polícia pra responder essa questão, se o fato for levado à frente.

Salas e mais salas

Dos sete itens irregulares, quatro são relacionados a contratos de salas alugadas pelo clube. O primeiro, já noticiado anteriormente, diz que o contrato de locação da sala Sport Shoes foi feito sem aprovação do conselho, pois não consta em ata, e a data final é 14 de janeiro de 2011, vencendo após o término do mandato da atual diretoria.

Mas o mesmo rola com outras duas salas, a que paga o aluguel pra FCF e também onde funciona a lanchonete Marcelo, cujo contrato vence em 30 de março de 2011, também superior à atual gestão. O documento encerra o assunto dizendo que os demais contratos tão dentro do prazo, mas que também são irregulares porque só foram aprovados pelo presidente do conselho (Aldo José Corrêa), sem autorização dos outros conselheiros.

Ninguém sabe, ninguém viu

Um dos últimos itens do documento traz que o Marcílio teria a receber 600 mil reales do Porto de Itajaí, o que, segundo a comissão fiscal do clube, é difícil de rolar. ?Não temos dinheiro nem pra nós. Pelo que eu sei, não passou nada por aqui sobre isso?, diz Magru Floriano, assessor de comunicação do Porto. A assessoria de imprensa do Teconvi também diz que não sabe de nada sobre verba pro Marinheiro.

Pra finalizar, o parecer mostra que o aluguel do estacionamento do estádio tá irregular, pois foi assinado por Marlon Bendini, ex-presidente do clube, até abril de 2011. Nem Marlon e nem Crispim foram encontrados ontem pra comentar o assunto.

INTERNA-CANTO-PAG-22---s---documentos---prestacao-de-contas-marcilio---foto-felipe-VT-01

Comissão fiscal achou os furos após analisar a papelada do clube

  •  

Deixe uma Resposta