• Postado por Tiago

judo-itajai

Judô levou cinco ouros e troféu no masculino

Texto Anderson Bernardes

Fotos Felipe VT

Itajaí terminou os Jasc na sexta posição, atrás de Concórdia. A muierada do oeste venceu o atletismo, o xadrez e o handebol e ultrapassou os peixeiros faltando dois dias pro encerramento dos jogos. Os concordienses ainda conseguiram prata no xadrez, ciclismo e tênis de mesa. Os peixeiros faturaram o bolão 16 e o judô masculino. O caratê feminino, ginástica e triatlo masculino trouxeram a prata pra Itajaí.

No quadro de medalhas, Itajaí também ficou na sexta colocação, com 15 medalhas de ouro e 40 no total. Natação, xadrez, tênis e bolão conseguiram uma medalha cada um. O atletismo venceu o declato e o heptatlo e terminou os jogos com duas douradinhas.

Mas o grande destaque da delegação foi a turma das lutas. Judô e caratê juntos faturaram nove medalhas de ouro e 19 medalhas das 40 que vieram pras terras peixeiras. Isso sem contar o pessoal do taekwondo, que faturou o troféu geral do feminino, ficou em terceiro lugar no masculino e ganhou uma carrada de medalhas nos dois naipes, mas essas não entraram nas contas porque a modalidade era apenas demonstração em Chapecó.

A ginástica masculina, mesmo com uma boa apresentação, conseguindo cinco medalhas, manteve o resultado de 2007 e ficou atrás apenas da turma de Blumenau, que levantou o caneco. Quem também ficou perto do título foi o caratê feminino, que perdeu a grande final por dois pontinhos de diferença. O título do triatlo também bateu na trave. Foram só sete pontos de vantagem pro quarteto de Balneário na classificação final.

A muierada do bolão e do triatlo ficou em terceiro. A natação, o futebol com a molecada do Marcílio e handebol feminino ficaram em quinto na classificação. O judô feminino e o tênis masculino pegaram a sexta posição, completando a turma que colaborou com pontos pra Itajaí chegar em sexto.

O atletismo, o xadrez e o tênis de mesa, além da natação feminina e do vôlei masculino de duplas, não conseguiram pontuar.

Superintendente da fundação Municipal de Esporte e Lazer, Álvaro Provesi, disse que o principal objetivo da delegação era chegar na mesma posição do Jasc de 2007, quando Itajaí também ficou em sexto. O abobrão garante que Itajaí não tem condições de ir mais longe porque falta grana. ?Para ganhar tem que ter dinheiro. Florianópolis ganhou porque contratou muita gente e nós não podemos fazer o mesmo. Tivemos a enchente, tivemos a questão de transição do governo e tudo isso conta?, lascou.

  •  

Deixe uma Resposta