• Postado por Tiago

Itajaí vai sediar entre 15 e 17 de julho uma feira voltada ao ramo do comércio exterior, que promete ser a maior da América Latina. Mais de 250 estandes serão oferecidos pra empresários do setor de importação e exportação. Aguiar Feres, organizador da Mercosul Business Meeting (MBM), estima que os três dias de evento gerem um volume de negócios de pelo menos R$ 500 milhões. A prefa de Itajaí é uma das apoiadoras.

A diferença da MBM pra outras feiras do gênero, diz Aguiar, é que ela será voltada exclusivamente pra importadores e exportadores. “A ideia é unir num mesmo espaço comprador e vendedor ligados ao comércio exterior”, explica. Além de brasileiros, estão sendo esperados empresários de outros países do Mercosul. Ofertas de prestações de serviços na área portuária e empresas que simplesmente desejam expor seus produtos não serão aceitas.

O Centreventos, que é o parque da Marejada, é o local escolhido pra abrigar a MBM. O preço do metro quadrado dos estandes custará entre R$ 380 e R$ 450 pra grandes e médias empresas. As micro e pequenas empresas terão tratamento diferenciado. Aguiar espera um público de aproximadamente sete mil pessoas. A entrada é digrátis, mas precisará ser feito um cadastramento prévio através do saite do evento (www.mbm2010.net).

Itajaí foi escolhida pra sediar a feira por sua tradição portuária e por sua posição geográfica estratégica. “A cidade fica praticamente no meio entre São Paulo, o grande centro financeiro da América Latina, e os países do Mercosul”, diz Aguiar.

O fato de ficar às margens da parte duplicada da BR-101 e sua proximidade com os aeroportos de Navegantes e de Floripa também ajudaram Itajaí a ser escolhida como sede da MBM.

  •  

Deixe uma Resposta