• Postado por Tiago

No ano passado dois itajaienses ajudaram a aumentar o rombo da previdência social com fraudes milionárias. Wilson Francisco Rebelo, 55 anos, então chefão do porto peixeiro, e Carlos César Pereira, 48, secretário do sindicato dos motoristas, foram presos em 27 de janeiro pela força-tarefa do PF, do Ministério Público Federal e do Ministério da Previdência. Junto com eles também foi preso João Roberto Porto, 51, funcionário do INPS de Tijucas, cidade onde rolavam as fraudes.

Wilson Rebelo, César do Sindicato, João Porto e outros sete envolvidos foram acusados de aliciar pessoas para receber aposentadorias ou pensões mesmo sem terem o direito legal. A PF diz que, nesse caso, foram emitidos 160 benefícios fraudulentos, num preju que chegaria a R$ 6 milhões.

Eles foram acusados de estelionato, formação de quadrilha e corrupção ativa

  •  

Deixe uma Resposta